A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, reforça as ações de conscientização sobre as formas de prevenção às Infecções Sexualmente Transmitidas – ISTs durante o carnaval. A estimativa é distribuir 1 milhão de preservativos aos foliões, além de material educativo. Nesta semana, a ação será nos Restaurantes Populares e na Rodoviária. Durante o carnaval, a mobilização será realizada em blocos e também no desfile das escolas de samba de Belo Horizonte.

Confira a programação:
PRÉ-CARNAVAL

01 a 28/fev – Fornecimento de preservativos e materiais educativos às empresas da iniciativa privada e blocos de rua de BH para fins de incentivo à prevenção das ISTs.

20 a 24/fev – Mobilização da Rede Municipal de Atenção Básica, CTAs e SAEs de Infectologia do SUS/BH para distribuição de folders de prevenção, além de incremento no abastecimento da distribuição gratuita de preservativos. Local: todos os Centros de Saúde, CTAs e SAEs de Infectologia.

22 a 24/fev – Distribuição de folders e preservativos para usuários dos Restaurantes Populares de BH. Local: restaurantes populares.

23 e 24/fev – Ação de prevenção para os turistas e residentes em BH com distribuição de panfletos e preservativos. Local: rodoviária de BH e região central.

 

CARNAVAL

27 e 28/fev – Distribuição de preservativos, com parceria da Belotur e participação das ONGs, voluntários e redutores de danos do programa “BH de Mãos Dadas Contra Aids”. Desfile. Local: avenida Afonso Pena entre Carandaí e Rua da Bahia.

25/fev – Ação de prevenção em blocos de carnaval com participação de ONGs, voluntário e redutores de danos do programa “BH de Mãos Dadas Contra Aids”. Bloco “Então Brilha”, 9h. Local: rua Guaicurus

27/fev – Ação de prevenção em blocos de carnaval com participação de ONGs, voluntários e redutores de danos do programa “BH de Mãos Dadas Contra Aids”. Bloco “Baianas Ozadas”, 14h. Local: praça da Liberdade.

 

PÓS-CARNAVAL

01 a 10/mar – Intensificação na oferta dos testes diagnósticos para ISTs na semana pós-carnaval. Local: CTA Carijós, CRT-DIP Orestes Diniz, CTA/SAE-Sagrada Família, URS-Centro-Sul.

Prevenção

O uso do preservativo é ainda a maneira mais segura de se evitar a transmissão sexual do HIV, Sífilis e Hepatites Virais. Em BH, são distribuídos, pela Rede SUS-BH, cerca de 700.000 preservativos por mês. Os tratamentos das infecções pelo HIV e sífilis são gratuitos e integralmente disponíveis na capital. Quanto mais precoce forem o diagnóstico e início do tratamento, menores as possibilidades de adoecimento e transmissão para outras pessoas. O acesso ao diagnóstico precoce é fator determinante para melhor resposta ao tratamento das infecções sexualmente transmissíveis. Os testes rápidos para HIV e sífilis são instrumentos importantes que devem, de forma complementar, serem utilizados na estratégia de ampliação do diagnóstico.

Rede SUS-BH
A população de Belo Horizonte tem acesso a exames para diagnóstico da infecção pelo HIV e sífilis nos 150 centros de saúde e também nos Centros de Testagem e Aconselhamento. A capital conta ainda com cinco Serviços Especializados em Infectologia (SAEs), próprios ou contratados, para o atendimento e acompanhamento de pessoas vivendo com HIV e outras ISTs (infecções sexualmente transmitidas):

· Centro de Testagem e Aconselhamento Carijós (CTA/Carijós) – Rua Carijós, 526, Centro.
· Centro de Testagem e Aconselhamento Sagrada Família (CTA/Sagrada Família) –  Rua Joaquim Felício, 141, Bairro Sagrada Família.
· Centro de Treinamento e Referência em Doenças Infectocontagiosas e Parasitárias Orestes Diniz (CTR/DIP) – Alameda Álvaro Celso, 241, Bairro Santa Efigênia.
· Serviço de Atendimento Especializado (SAE/Centro-Sul) – Rua Paraíba, 890, Funcionários .
· Serviço de Atendimento Especializado (SAE/Hospital Eduardo de Menezes) – Rua Dr. Cristiano Rezende, 2.213, Bairro Bonsucesso.
· Serviço de Atendimento Especializado (SAE/Unifenas) – Rua Hermílio Alves, 335, Bairro Santa Tereza.

Sobre o autor

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.

comentários