Crítica Musical | Biquíni Cavadão faz justa homenagem para Herbert Vianna no álbum “Ilustre Guerreiro”

Novo trabalho traz releituras de canções marcantes do Paralamas do Sucesso

Jornalista                                                                         *Felipe de Jesus (Instagram: felipe_jesusjornalista)  –  (Pinterest: Felipe de Jesus)                                         *Fotos – crédito: Biquíni Cavadão 

[dropcap size=big]Q[/dropcap]uando o Biquíni Cavadão lançou o álbum “As Voltas Que o Mundo Dá (2017)”, tive a leve impressão de que o grupo poderia estar se despedindo dos estúdios para viver como muitas bandas que já não gravam mais e vivem apenas de antigos sucessos. No entanto, minha suposição não se tornou uma constatação e para a alegria dos fãs mais assíduos do grupo, Bruno Gouveia (vocalista) e sua trupe, gravaram o seu mais novo disco, “Ilustre Guerreiro (2018)”. O álbum é uma justa e muito bem feita homenagem a “Herbert Vianna”, vocalista e compositor do Paralamas do Sucesso, um dos grupos de maior sucesso no “Pop Rock” brasileiro. Além disso, ele foi o responsável por sugerir o nome “Biquíni Cavadão” nos anos de 1980.

Capa do novo álbum do Biquíni Cavadão. Imagem: Biquini Cavadão.

A começar pelas faixas escolhidas, Bruno Gouveia (vocalista do Biquíni Cavadão), já deixa claro para os fãs que o novo disco será marcante na carreira do grupo. “Vital e Sua Moto”, primeira faixa do disco não traz a mesma animação do álbum do Paralamas do Sucesso, “Cinema Mudo (1983)”, mas traz a maestria do estilo Biquíni Cavadão. “Vital andava a pé e achava que assim estava mal. De um ônibus pro outro aquilo para ele era o fim. Conselho de seu pai: Motocicleta é perigoso, Vital. É duro de negar, filho, mas isto dói bem mais em mim. Mas Vital comprou a moto e passou a se sentir total, sentir total. Vital e sua moto, mas que união feliz”.

Em seguida o disco “Ilustre Guerreiro (2018)” traz “Mensagem de Amor”. A música que foi gravada primeiramente no álbum “O Passo do Lui (1984)”, disco que vendeu  mais de 250 mil cópias, também foi gravada na versão mais lenta no álbum “Arquivo II: 1991-2000 (2000)”. Com os vocais de Bruno Gouveia, do Biquíni Cavadão, a letra que já é linda, ficou estoteante. “Os livros na estante já não tem mais tanta importância. Do muito que eu li, do pouco que eu sei. Nada me resta. A não ser a vontade de te encontrar. O motivo eu já nem sei. Nem que seja só para estar ao seu lado. Só pra ler no seu rosto. Uma mensagem de amor”. Com a canção “Ska” o Biquini Cavadão praticamente traz o mesmo estilo dançante que o Paralamas do Sucesso apresentou para os fãs no disco “O Passo do Lui (1984)”.

Capa do novo álbum (2) do Biquíni Cavadão. Imagem: Biquini Cavadão.

Na música “Cuide Bem do Seu Amor”, canção  de sucesso do álbum “Longo Caminho (2002)” dos Paralamas do Sucesso, o Biquini Cavadão traz a mesma intensidade da canção original, mas com a incrível interpretação de Bruno Gouveia. “Cuide bem do seu amor. Seja quem for. Cuide bem do seu amor. Seja quem for. E cada segundo, cada momento, cada instante. É quase eterno, passa devagar. Se o seu mundo for o mundo inteiro. Sua vida, seu amor, seu lar. Cuide tudo que for verdadeiro. Deixe tudo que não for passar”. Dando sequência, o Biquini Cavadão exprime toda a sua identidade em “A Onde Quer Que eu Vá”, no entanto, mais animada e com a pegada “Reggae” do grupo.

Em “Só Pra Te Mostrar”, música escrita por Herbert Vianna e gravada no disco “O Canto da Cidade (1992)” de Daniela Mercury, o Biquini Cavadão retira as batidas “dance” da canção e substitue por guitarras leves. Com refrão marcante, a música empolga. “Não quero nada. Que não venha de nós dois. Não creio em nada. Do que eu conheci antes de conhecer. Queria tanto te trazer aqui. Pra te mostrar, pra te mostrar por que. Não há nada que ponha tudo em seu lugar. Eu sei. O meu lugar está aí. Não vejo nada. Mesmo quando acendo a luz”. Com a mesma sintonia, o grupo traz também “O Amor Não Sabe Esperar” do álbum “Hey Na Na (1998)” dos Paralamas do Sucesso e “Se Eu Não te Amasse Tanto Assim”, sucesso gravado no disco “Se Eu Não Te Amasse Tanto Assim (2002)”, coletânea da cantora baiana Ivete Sangalo.

Integrantes do Biquíni Cavadão.

Avaliação ))

Uma tarefa difícil que encontrei em “Ilustre Guerreiro (2018)”, do Biquíni Cavadão, foi exatamente a de escolher as melhores músicas. Como são hits conhecidos do Paralamas do Sucesso, mas com novos arranjos, indico: “Vital e Sua Moto”, “Mensagem de Amor”, “Cuide Bem do Seu Amor” e o “Amor Não Sabe Esperar”. Avalio com cinco estrelas (máxima), por que regravar canções já consagradas na mídia e na mente dos fãs não é uma tarefa tão simples como parece. Nesse sentido, o Biquíni Cavadão conseguiu com total maestria trazer em “Ilustre Guerreiro (2018)” uma nova “roupagem” sem perder o som e o ritmo original do Paralamas do Sucesso. Para os fãs do Biquíni Cavadão, um disco primoroso que valoriza a obra de Herbert Vianna, um dos maiores compositores da música brasileira. Vale a pena conferir essa grande e bela obra do Biquíni Cavadão. O álbum “Ilustre Guerreiro (2018)”, já está disponível no Deezer e também no Spotify. Até a próxima Crítica Musical.

Artigo anteriorJovem empresário mineiro entra para a lista de empreendedores mais brilhantes da revista Forbes
Próximo artigoRéveillon Iate 2019 agita a virada de ano com Zé Neto & Cristiano, Dilsinho, Renan & Rafael e Rayan Carlo
■ Jornalismo: Jornalista Editor e um dos fundadores do jornal [ Brasil Agora (B.A) ] - [BH/MG/Brasília-DF] - Ano: 2015 ■ Filiado: FENAJ/Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais (SJPMG) & FIJ ■ Diretor em Minas Gerais da Associação de Imprensa Nacional (AIN). _____________________________________________________________________ ■ Publicidade & Divulgação de Notícias MKT: Publicitário e Diretor [ Agência Grupo Conteúdo (GC) - Administradora de Jornais / Sites ] _____________________________________________________________________ ■ Advocacia: Advogado Gestor [ FJB Advocacia - Assistência Jurídica & Empresarial / Digital ] - "Membro da Associação dos Advogados Empreendedores - (AAE/OAB)" - Sindicato dos Advogados de MG. _____________________________________________________________________ ■ Canal 'Crítica Musical' com Felipe de Jesus (YouTube): https://www.youtube.com/channel/UCIWDiTUL9F-xlKwov43B5nQ _____________________________________________________________________ ■ Formação Acadêmica: Apaixonado pela área acadêmica, Felipe de Jesus é Jornalista (FESBH), Publicitário (IPSP), Teólogo (F.ESABI), Sociólogo (F.Polis das Artes), Economista (UNIP) & Advogado (FACSAL). Tem Mestrado em Comunicação Social: Jornalismo e Ciências da Informação (UEMC) e atualmente cursa Engenharia de Telecomunicações & TV (F.Nossa Senhora Aparecida / EAD). _____________________________________________________________________ Com larga experiência em coberturas da área de Cultura (Jornal & Assessoria de Imprensa): Shows, lançamentos de álbuns, livros e exposições de arte, trabalhou durante anos, também, fazendo coberturas e matérias na área de Economia (ao qual acabou se graduando posteriormente). Atualmente, além de editorar alguns portais de notícia no país, ser redator e administrador, escreve duas colunas semanais. Com a "Crítica Musical" (coluna que está no CulturalizaBH - Portal Uai ao qual é editor e financeiro) e a coluna "Opinião & Comportamento", que durante anos ficou no portal da RedeTV e hoje está no portal "Rondônia Digital". Desta coluna, surgiu o E-book: "Sociedade Conectada: A Influência da Internet no Cotidiano" - Ed. Escrita Certa (2019). "A escrita é a minha maior paixão" (Felipe de Jesus). ________________________________________________________________________ [ Siga o Instagram: @felipe_jesusjornalista ]