A Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHtrans) apresentou na manhã desta sexta-feira (12) o micro-ônibus elétrico que será utilizado, em fase de testes, nas linhas suplementares da capital nos próximos meses. Os testes serão feitos, primeiramente, na linha S51 (Circular Pampulha), a partir deste sábado (13).

O veículo é 100% elétrico, alimentado por baterias de fosfato de ferro, que não produzem gases do efeito-estufa. “Dentro da produção de energia elétrica, existe um pouco de gasto de combustível fóssil, mas o ônibus, diretamente, produz nenhum gás tóxico. Mesmo a bateria dele é de material sólido e não produz nenhum tipo de gás, então, posso dizer que diretamente ele não produz nenhum poluente”, afirmou o gerente de novos negócios da BYD, fabricante chinesa do veículo. Segundo ele, outro benefício, principalmente para os motoristas, é o fato de o ônibus ser mais silencioso, ter câmbio automático e ar-condicionado. “O operador vai chegar em casa muito mais disposto e tranquilo”.

O veículo possui autonomia de 240 quilômetros e demanda de duas a três horas para ter a bateria carregada. “É uma diferença enorme, muito mais leve para dirigir e silencioso. Está aprovado”, disse o motorista Jaercio Fernandes, 35, que atua como operador de ônibus suplementar na capital.

Além da linha S51, o ônibus será testado nas linhas S63, S80, S60, S10, S22, S55 e S31. Depois disso, serão feitos estudos para indicar a viabilidade técnica e econômica do veículo e, por enquanto, não há previsão de incorporação à frota da cidade.

Sobre o autor

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published.

comentários