Campanha “Quantas Vidas Você Pode Salvar?” será realizada no Dia de Finados

0
41

O Parque Renascer e o Bosque da Esperança, juntamente com o SINCEP – Sindicato dos Cemitérios e Crematórios Particulares do Brasil, realizam no dia 2 de novembro – Dia de Finados – campanha  que tem como objetivo incentivar a doação de órgãos

 

Os cemitérios Parque Renascer e Bosque da Esperança, juntamente com a Funeral House, em parceria com o SINCEP –  Sindicato dos Cemitérios e Crematórios Particulares do Brasil, realizam a campanha Quantas vidas você pode salvar?”, que tem o objetivo de incentivar o maior número de pessoas a se tornarem doadores de órgãos informando sua família e amigos sobre sua vontade e também compartilhando informações sobre o assunto de salvar ainda mais vidas. Um único doador pode ajudar muitas pessoas: pâncreas, rins, fígado, coração, pulmão, intestino, até ossos e pele podem ser transplantados.

 

Todas as pessoas que forem no dia de Finados homenagearem os seus entes queridos nos cemitérios Parque Renascer e Bosque da Esperança receberão prospectos explicativos sobre a importância da autorização da doação de órgãos ainda em vida.

 

No Brasil, a autorização para a doação de órgãos é concedida pelos familiares. Dessa forma, para que a vontade em doar os órgãos após a morte seja atendida, é importante avisar a sua família sobre essa decisão e pedir que ela atenda ao desejo. A doação de órgãos pode ocorrer após a morte encefálica ou em vida. Neste último caso, é possível doar um dos rins, parte do fígado e um lobo (parte) dos pulmões para um cônjuge ou parente até o quarto grau e com a devida compatibilidade. Também é possível doar órgãos para alguém que não seja da família. Porém, nesse caso, além da devida compatibilidade, é necessária a autorização judicial, e comunicação ao Ministério Público e ao comitê de ética do hospital.

 

Nosso país tem hoje a maior taxa de aceitação familiar para doação de órgãos da América Latina. Em 2014, 58% das famílias brasileiras optaram por doar os órgãos dos seus familiares, enquanto, em 2013, o índice era de 56%. Esses percentuais são de 51% na Argentina, 47% no Uruguai e 48% no Chile. Atualmente, 95% dos procedimentos são realizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS), tornando o país referência mundial no campo dos transplantes e maior sistema público do mundo.

 

Com o intuito de sensibilizar as pessoas para esta importante causa, as empresas do ramo de cemitérios são exemplos de corporativismo solidário.

 

Empresas engajadas

Em 2014, em parceria com o SINCEP – Sindicato dos Cemitérios e Crematórios Particulares do Brasil, o Parque Renascer, Bosque da Esperança e Funeral House, realizaram a campanha O que eu Quero fazer antes de morrer”, tema que levou as pessoas a meditarem sobre a vida que estavam tendo, e que o melhor era não ficar adiando ou deixando para depois, as coisas que poderiam fazer. Em 2015 realizaram a campanha Qual legado quero deixar para o futuro tinha como objetivo fazerem as pessoas refletirem sobre a vida que estavam tendo, e o que dela seria lembrado no futuro. Estas duas campanhas foram um grande sucesso e surpreenderam os organizadores a grande adesão do público e dos veículos de comunicação.

Serviço

Campanha “Quantas Vidas você pode Salvar?”

Responsáveis: SINCEP –  Sindicato dos Cemitérios e Crematórios Particulares do Brasil , Parque Renascer Cemitério Crematório, Bosque da Esperança Cemitério Parque e Funeral House Casa de Velórios.

Duração da Campanha: Dia de Finados –  2 de novembro

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here