FÉRIAS NA CASA FIAT DE CULTURA TÊM A MARCA DA ITÁLIA

0
442
20191127. BELO HORIZONTE-MG - CASA FIAT DE CULTURA - Exposição “Percosi Italiani – 120 anos de história” - Foto Leo Lara/Studio Cerri

Foto: Leo Lara

Programação especial gira em torno da temática da imigração italiana, presente na exposição “Percorsi Italiani – 120 anos de história”, em cartaz

 

Até o mês de fevereiro, a Casa Fiat de Cultura oferece uma série de atividades gratuitas para toda a família. A programação especial gira em torno da temática da exposição “Percorsi Italiani – 120 anos de história na Casa Fiat de Cultura”, em cartaz até 1º de março de 2020, que apresenta a forma como se deram os fluxos de migração da Itália para a América Latina, em especial, para o Brasil e a Argentina. Além de atividades que destacam a história desses países, serão lembradas tradições italianas como a confecção de máscaras de carnaval e de fantoches de palito e dedoches.

Durante o período de exposição, o Programa Educativo da Casa Fiat de Cultura realiza visitas mediadas de grupos espontâneos (conforme disponibilidade) ou agendadas (pelo telefone 31 3289-8900), explorando a história da imigração e os contextos sociais da Itália, da Argentina e do Brasil, nesses 120 anos. Para os grupos agendados, será proposta a atividade “Árvore da Italianidade” que deverá construir, coletivamente, uma “árvore genealógica” da italianidade em Minas Gerais. “Nessa árvore, os visitantes poderão incluir o nome de familiares, palavras usadas no dia a dia, costumes, comidas que fazem parte de sua rotina e que, de alguma forma, tenham raízes na Itália. A expectativa é despertar essas conexões com o percurso de visitação e destacar, ainda mais, a presença italiana na nossa mineiridade”, explica a Coordenadora do Programa Educativo, Clarita Gonzaga.

Até o dia 26 de janeiro, de quarta a domingo, o público também é convidado a participar do “Ateliê de Férias: A Velha Befana” e confeccionar fantoches de palito e dedoches, inspirados pela Velha Befana – figura tradicional do folclore italiano, que distribui doces às crianças no início do ano, trazendo ventos de esperança e boas novas. Para esta atividade, a participação é livre, sujeita a lotação do espaço, com entradas às 10h30, às 14h e às 16h.

Em fevereiro, o “Ateliê Aberto: Carnaval de Veneza em BH” será inspirado no tradicional Carnaval de Veneza, na Itália, e apresentará três formatos de máscaras, à moda veneziana, para serem decoradas de acordo com a criatividade de cada participante, resultando em peças únicas e personalizadas. As atividades do ateliê vão ocorrer no período de 1º a 21 de fevereiro de 2020, aos sábados, domingos e feriados, com entradas às 10h30, para crianças até 10 anos e seus acompanhantes, e às 14h para jovens e adultos. A participação também é livre, sujeita a lotação do espaço.

“Percorsi Italiani – 120 anos de história na Casa Fiat de Cultura”

Celebrar as possibilidades do presente é, em grande medida, reconhecer a paixão, o afeto, a coragem e a inovação daqueles que nos precederam. Impossível contar a formação da persona brasileira – e, também, argentina – nos últimos 120 anos sem falar dos imigrantes italianos que, repletos de sonhos, aportaram em massa na América Latina, para ressignificar o próprio sentido de identidade, além de contribuir com a formação de comunidades em seus novos países. Em tal cenário, a criação dos transportes auxiliou não apenas o deslocamento dessas pessoas, como lhes permitiu dar forma ao desafio que traziam nas mãos e no coração. Aviões, navios, trens, ônibus e automóveis carregaram famílias inteiras, com suas esperanças e seus desejos de recomeço. A Fabbrica Italiana Automobili Torino, fundada em 1899, foi essencial em tal processo, ao se consolidar como importante representante do setor de transportes nas inovações industriais dos séculos XIX e XX.

Ao todo, são exibidas mais de 100 imagens e fotografias históricas provenientes de acervos do Museu da Imigração (Arquivo Público de São Paulo), do Museu Histórico Abílio Barreto, do Arquivo Público Mineiro, do Centro Storico FIAT e da FCA Group Argentina. Como numa viagem pelo tempo, cada cena permite que sejam revividos importantes marcos, costumes, objetos, instituições, eventos, estéticas e estilos, referentes às mais diversas épocas. De modo único, a exposição propõe, afinal, que os visitantes experimentem o forte entrelaçamento entre as tradições italianas, a Fiat e a vida de uma cidade – de sua fundação aos primeiros vestígios de modernização.

Que o digam os destaques da mostra, como a bola do Palestra Italia (Cruzeiro) – time fundado por imigrantes italianos, datada de 1921; o livro de registro de entrada de imigrantes em Belo Horizonte; as reproduções de pôsteres publicitários da Fiat, produzidos por renomados artistas; um desenho original de Raffaello Berti – que fez mais de 500 projetos arquitetônicos em BH –; um passaporte italiano original, datado de 1909; um dos últimos quadros pintados por Amadeo Luciano Lorenzato (em 1990); um exemplar histórico do Fiat 147, lançado em 1979; uma foto de Minas Horizontina, primeira menina nascida na capital mineira, e descendente de italianos.

Com curadoria da jornalista e historiadora Cinthia Reis, a mostra destaca momentos que marcaram a travessia dos italianos para o Brasil e para a Argentina, e tem importante caráter histórico, ao trazer à tona o legado deixado por esse povo em nossa cultura e os desafios enfrentados no percurso. “Convidamos o visitante a se perguntar como seria mudar-se para um país totalmente desconhecido, em uma época sem as facilidades de comunicação e informação da atualidade”, propõe a curadora.

“Nessa exposição, contamos a história da Fiat e de milhares de italianos que resolveram deixar sua terra natal em busca de uma nova vida nas Américas. Tomamos a liberdade de usar um termo italiano – ‘Percorsi Italiani’ – para descrever esse percurso repleto de idas e vindas que nos fazem reviver a mistura das culturas brasileira, argentina e italiana e as muitas paixões comuns que nós temos – como a arte, a culinária, o futebol e automóveis”, destaca o presidente da Casa Fiat de Cultura, Fernão Silveira.

A exposição “Percorsi Italiani – 120 anos de história na Casa Fiat de Cultura” é uma realização da Casa Fiat de Cultura, da Secretaria Especial de Cultura e do Ministério da Cidadania, em parceria com o Centro Storico FIAT, a Prefeitura Municipal de Belo Horizonte e o Museu Histórico Abílio Barreto, com o apoio do Consulado da Itália em Belo Horizonte, do Circuito Liberdade, do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico (Iepha) e do Governo de Minas Gerais. O patrocínio é da Fiat Chrysler Automóveis (FCA), da FCA Fiat Chrysler Participações e do Banco Safra.

SERVIÇO

Exposição “Percorsi Italiani – 120 anos de história na Casa Fiat de Cultura”

De 26 de novembro de 2019 a 1º de março de 2020

Curadoria: Cinthia Reis

Terça a sexta, das 10h às 21h; sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h

Entrada gratuita

Atividades do Educativo

Ateliê de Férias: A Velha Befana

Até 26 de janeiro de 2020 – de quarta a domingo

Entradas às 10h30, às 14h e às 16h

Participação livre, sujeita a lotação do espaço

 

Ateliê Aberto: Carnaval de Veneza em BH

1º a 21 de fevereiro de 2020 – sábados, domingos e feriados

Entradas às 10h30 e às 14h

Participação livre, sujeita a lotação do espaço

Observação: nas atividades de Ateliê, crianças até 10 anos deverão estar acompanhadas por seus responsáveis; crianças até 05 anos deverão ser auxiliadas por seus acompanhantes durante as atividades; todos deverão usar roupas confortáveis e apropriadas ao uso de tintas, colas e outros materiais.

 

Casa Fiat de Cultura

Circuito Liberdade

Praça da Liberdade, 10, Funcionários – Belo Horizonte/MG

Horário de funcionamento: terça a sexta, das 10h às 21h; sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h

 

Informações

(31) 3289-8900

www.casafiatdecultura.com.br

[email protected]

Facebook: @casafiatdecultura

Instagram:@casafiatdecultura

Twitter: @casafiat

www.circuitoculturalliberdade.com.br

 

Informações para imprensa:

Personal Press

Polliane Eliziário – [email protected]personalpress.jor.br – (31) 99788-3029

Wandra Araujo – [email protected]jor.br (31) 99964-5007

Artigo anterior“Festival da Batata Frita” acontece simultaneamente em 8 estados e com preço fixo de R$10
Próximo artigoLaudo da Polícia Civil aponta que cerveja adulterada causou doença misteriosa em BH
[ Jornalista e Editor do Brasil Agora - em BH/MG] - Graduação: Jornalista (FESBH), Teólogo (F.ESABI), Sociólogo e Letras (F.Polis das Artes) e Economista (UNIP). Tem Mestrado em Comunicação Social: Jornalismo e Ciências da Informação (Universidade Europeia Miguel de Cervantes/UEMC), Doutorado Prof. em Ciências Sociais e Políticas (USIP) e atualmente cursa Direito (UNIESP-BH). Apaixonado por música, colabora no "CulturalizaBH/Portal UAI" e na "TV Balcão" com a coluna "Crítica Musical" falando sempre sobre álbuns, coberturas de shows e etc. Tem como hobbie comprar CDs e também vinis. É também apaixonado por Sociologia, tanto que de sua graduação em Ciências Sociais: Sociologia, se tornou colunista de Opinião & Comportamento do portal da "RedeTV!" e "Rondônia Digital" e desta coluna, nasceu o "E-book: Sociedade Conectada: a Influência da Internet no Cotidiano". Da Economia, área ao qual foi repórter e sub-editor, se tornou colunista no "Divulga Gerais" após sua graduação em Ciências Econômicas: Economia. É colaborador de Jornais/Portais de Notícias, Diretor do Grupo Conteúdo - Agência de Notícias - Sites e também editora e assina matérias em alguns jornais de Minas Gerais e do Brasil. A escrita é sua maior base e paixão no Jornalismo. [ Siga o Instagram: @felipe_jesusjornalista ]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui