Em abril, Aliança Francesa BH apresenta o ciclo “Cinema do Senegal” no cine club virtual “Bande à Part”

0
1164

Ousmane Sembène – Ceddo.

Público tem a oportunidade de conhecer três longas do cineasta Ousmane Sembène e discutir no encontro virtual, dia 29/4

A edição de abril do Cine Club Virtual “Bande à Part”, realizado pela Aliança Francesa, apresenta o Ciclo ‘’Cinema do Senegal’’, com filmes em homenagem ao cineasta Ousmane Sembène. Os amantes da sétima arte que se inscreverem recebem a indicação das plataformas de streaming para assistir os longas e o link para o encontro virtual, no qual haverá um debate sobre eles, no dia 29 de abril, às 18h.

Neste mês, os filmes participantes são: Emitai (1971), Xala (1975) e Ceddo (1977). O clube é voltado para todas as pessoas interessadas em compartilhar suas vivências acerca de filmes franceses e francófonos. A iniciativa tem o objetivo de promover entretenimento, o compartilhamento de experiências, além de aproximar o público de produções francófonas, que nem sempre chegam às telas no Brasil.

Os bate-papos são gratuitos, pela plataforma Zoom e a única exigência é estar inscrito. Recomenda-se que o participante assista pelo menos um dos filmes indicados para contribuir com a discussão. As inscrições para participar podem ser realizadas pelo e-mail ([email protected]com.br).

 

Sobre os filmes

Emitai, Dir – Ousmane Sembène, Drama, 1h36, 1971, Senegal – França:

Em 1942, durante a Segunda Grande Guerra, em uma vila em Casamance no Senegal, os Diolas recusam a intervenção exterior. Uma parte dos homens da vila foi enviada à força para o front franco-alemão. O coronel Armand e seu exército colonial devem requisitar arroz para enviar às tropas. Na França, De Gaulle sucede Pétain, mas, para a África nada mudou. Responsáveis pela colheita, as mulheres decidem resistir desta vez e esconder o arroz.

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=NdW6mgL1rlo

 

Xala, Dir: Ousmane Sembène, Sátira – Comédia, 1h58, 1975, Senegal:

Xala conta a história de um corrupto funcionário público, El Hadji, que se casa com a sua terceira esposa usando fundos roubados. Quando El Hadji realiza seu casamento, descobre que foi amaldiçoado com a impotência, maldição essa conhecida como “xala”. O contexto histórico acontece depois da conquista da independência do Senegal, e há óbvios significados metafóricos para a impotência de El Hadji.

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=Zt8BReAHx54

 

Ceddo, Dir – Ousmane Sembène, Drama, 1h52, 1977, Senegal:

Este filme documenta através de uma personagem feminina as incursões colonizadoras do Islão e da Europa na sociedade africana. Ceddo, talvez o filme mais ousado de toda a filmografia de Sembene, retrata a luta pela resistência da cultura e das tradições africanas.

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=GmRjaPQx0Q8

 

SERVIÇO:

Aliança Francesa de Belo Horizonte

Cine Club virtual Bande à Part – Ciclo ‘’Cinema do Senegal’’

Data/Horário: 29 de abril, às 18h, pelo zoom.

Inscrições: [email protected]aliancafrancesabh.com.br

Mais informações:

www.aliancafrancesabh.com.br

Instagram.com/aliancafrancesabh

Artigo anteriorAcademia Mineira de Letras lança projeto “22 entrevistas no Bicentenário da Independência”
Próximo artigoBraga Netto prega união contra iniciativas de desestabilização
*Jornalismo: Editor e fundador do jornal [ Brasil Agora (B.A) ] - [BH/MG/Brasília-DF] - Ano: 2015 - Filiado: FENAJ & FIJ | AIN | SINAJ | Abramídia | UBI ______________________________________________________________________ *Publicidade & Divulgação de Notícias MKT - Diretor [ Grupo Conteúdo (GC) ] ______________________________________________________________________ *Advocacia: Gestor Adv. - [ FJB Advocacia - Assistência Jurídica & Empresarial ] - Membro da "Associação dos Advogados Empreendedores - (AAE) - Ordem dos Advogados do Brasil (OAB)". ______________________________________________________________________ *Graduado: Jornalismo pela (Faculdade - FESBH), Publicidade & Propaganda (Instituto Politécnico de São Paulo), Relações Públicas (Universidade UIB/EUA), Teólogo (Faculdade ESABI/BH-MG), Sociologia (Faculdade Polis das Artes/SP), Economia (Universidade USIP), Direito/Advocacia (FACSAL/MG) e Ms. em Comunicação Social: Jornalismo e Ciências da Informação (Univ. UEMC/Espanha). ______________________________________________________________________ Com larga experiência em coberturas da área de Cultura (Jornal & Assessoria de Imprensa): Shows, lançamentos de álbuns, livros e exposições de arte, trabalhou durante anos, também, fazendo coberturas e matérias na área de Economia (ao qual acabou se graduando posteriormente). Atualmente, além de editorar alguns portais de notícia no país, ser redator e administrador, escreve duas colunas semanais. Com a "Crítica Musical" (coluna que está no CulturalizaBH - Portal Uai ao qual é editor e financeiro) e a coluna "Opinião & Comportamento", que durante anos ficou no portal da RedeTV e hoje está no portal "Rondônia Digital". Desta coluna, surgiu o E-book: "Sociedade Conectada: A Influência da Internet no Cotidiano" - Ed. Escrita Certa (2019). "A escrita é a minha maior paixão" (Felipe de Jesus). ______________________________________________________________________ [ Siga o Instagram: @felipe_jesusjornalista ]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui