Empresas pretendem apostar em home office mesmo pós-covid-19

Foto: Rafael Jaworski, diretor de RH da Pormade – Crédito: Divulgação Assessoria de Com. Pormade.

Indústria paranaense Pormade Portas se adaptou rapidamente às mudanças e já consegue enxergar bons resultados com o trabalho remoto

Pesquisas já indicam que o mundo empresarial pós-coronavírus tende a apostar ainda mais no trabalho home office. Corporações de diversos setores tiveram que adaptar seus negócios ao trabalho remoto e, diante de resultados positivos, têm crescido também o número de empresas que cogitam adotar esse modelo quando a crise passar. É o caso da Pormade, indústria de portas com sede em União da Vitória, interior do Paraná. A empresa reviu alguns processos desde o início da pandemia e, com algumas equipes atuando remotamente, já consegue enxergar bons resultados e um futuro que permita mais atividades à distância.

“Nossos times administrativo e comercial têm se empenhado em realizar parte de suas atividades em casa desde a metade do mês de março”, explica Rafael Jaworski, diretor de RH da Pormade. “Estamos dando suporte total aos colaboradores para desenvolvimento de suas funções, o que incluí não só ferramentas e programas específicos, mas também equipamentos e treinamentos”, reforça o diretor.

O trabalho home office que antes era cogitado apenas em situações excepcionais, porém, pouco explorado, agora já começa a dar excelentes resultados. A Pormade já dispunha, por exemplo, de uma plataforma profissional contratada para realização de reuniões online, mas, não haviam utilizado ainda a ferramenta em sua plenitude de funcionalidades. A produtividade remota dos colaboradores também tem sido medida por meio do CRM (gestão comercial). “A crise fez com que tivéssemos que olhar para nossos recursos e prontamente identificarmos o que poderia ser melhorado e adaptado, portanto, é fato que quando tudo isso acabar estaremos prontos para remodelar algumas atividades e, quem sabe, ado tar o ho me office naquelas que assim permitirem”, destaca Jaworski.

A Pormade possui, atualmente, 12 modelos de negócio, dentre esses lojas franqueadas e próprias, os showrooms, que também tiveram que se adaptar durante a crise. Com a maioria das unidades tendo que atuar de portas fechadas e seguindo protocolos de segurança dos estados e municípios onde estão localizadas, as equipes têm aproveitado ainda mais a plataforma de e-commerce da marca para potencializar as vendas.

“Iniciamos o processo de investimento no e-commerce há dois anos, como forma de acompanhar a evolução tecnológica pela qual vivemos e utilizá-la a favor do nosso negócio”, aponta Claudio Zini, diretor-presidente da Pormade. “Logo, em uma situação como essa que estamos vivendo, sem precedentes, o nosso e-commerce acabou se tornando um grande aliado para continuidade e até aumento das vendas”, finaliza Zini.

A Pormade, que nos próximos dois anos, pretende alcançar a marca de 200 franquias-showrooms em operação, é ainda uma das melhores empresas para se trabalhar no Brasil desde 2002 e na América Latina desde 2004, segundo ranking do Great Place To Work (GPTW).

Sobre a Pormade Portas

Fundada em 1939, a Pormade Portas é uma das maiores fabricantes de portas do Brasil. Há 80 anos, a empresa atua para manter a mais alta qualidade de seus produtos. Está localizada em União da Vitória (PR). A companhia conta, atualmente, com mais de 700 colaboradores, 100% envolvidos em um processo de gestão inovador. Com grandes áreas de florestas plantadas e um parque industrial completo com 102 mil m² construídos, a Pormade controla toda a produção. A estrutura permite que a empresa tenha um dos melhores padrões de qualidade da América do Sul. Com um faturamento, em 2019, de R$ 180 milhões, a Pormade investe em pessoas e produtos como estratégia competitiva.

Artigo anteriorEspecialistas da PwC Brasil debatem impactos da Covid-19 no agronegócio brasileiro
Próximo artigoCantora e compositora Zanna (voz do Metrô) na Live ‘Zanna Amorosa’, em homenagem do ‘Dia dos Namorados’
■ Jornalismo: Jornalista Editor e um dos fundadores do jornal [ Brasil Agora (B.A) ] - [BH/MG/Brasília-DF] - Ano: 2015 ■ Filiado: FENAJ/Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais (SJPMG) & FIJ ■ Diretor em Minas Gerais da Associação de Imprensa Nacional (AIN). _____________________________________________________________________ ■ Publicidade & Divulgação de Notícias MKT: Publicitário e Diretor [ Agência Grupo Conteúdo (GC) - Administradora de Jornais / Sites ] _____________________________________________________________________ ■ Advocacia: Advogado Gestor [ FJB Advocacia - Assistência Jurídica & Empresarial / Digital ] - "Membro da Associação dos Advogados Empreendedores - (AAE/OAB)" - Sindicato dos Advogados de MG. _____________________________________________________________________ ■ Canal 'Crítica Musical' com Felipe de Jesus (YouTube): https://www.youtube.com/channel/UCIWDiTUL9F-xlKwov43B5nQ _____________________________________________________________________ ■ Formação Acadêmica: Apaixonado pela área acadêmica, Felipe de Jesus é Jornalista (FESBH), Publicitário (IPSP), Teólogo (F.ESABI), Sociólogo (F.Polis das Artes), Economista (UNIP) & Advogado (FACSAL). Tem Mestrado em Comunicação Social: Jornalismo e Ciências da Informação (UEMC) e atualmente cursa Engenharia de Telecomunicações & TV (F.Nossa Senhora Aparecida / EAD). _____________________________________________________________________ Com larga experiência em coberturas da área de Cultura (Jornal & Assessoria de Imprensa): Shows, lançamentos de álbuns, livros e exposições de arte, trabalhou durante anos, também, fazendo coberturas e matérias na área de Economia (ao qual acabou se graduando posteriormente). Atualmente, além de editorar alguns portais de notícia no país, ser redator e administrador, escreve duas colunas semanais. Com a "Crítica Musical" (coluna que está no CulturalizaBH - Portal Uai ao qual é editor e financeiro) e a coluna "Opinião & Comportamento", que durante anos ficou no portal da RedeTV e hoje está no portal "Rondônia Digital". Desta coluna, surgiu o E-book: "Sociedade Conectada: A Influência da Internet no Cotidiano" - Ed. Escrita Certa (2019). "A escrita é a minha maior paixão" (Felipe de Jesus). ________________________________________________________________________ [ Siga o Instagram: @felipe_jesusjornalista ]