Polsec fez parte da comitiva que acompanhou o presidente Jair Bolsonoro à Índia

0
256

Foto: Divulgação

Tecnologia de inteligência artificial para segurança pública desenvolvida em Minas Gerais recebeu destaque durante visita

A Índia é mundialmente reconhecida como celeiro tecnológico, tanto por ter bons programadores, quanto por desenvolver tecnologias revolucionárias, como a fibra ótica. Na ultima semana, entre 23 e 27 de janeiro, o presidente Jair Bolsonaro visitou o país com sua comitiva e 15 acordos, em diversas áreas, foram assinados com o governo indiano.

Participaram também da delegação alguns CEOs de empresas brasileiras de grande porte, como: Raizen, Tauros, WEG e outros. Entre as oportunidades apresentadas durante a conferência, estava a Inteligência Artificial para segurança pública desenvolvida pela mineira Polsec, que hoje tem sua sede no alto da torre do Altavilla – em Nova Lima. “Fiquei muito feliz e surpreendido com todo o destaque que nossa tecnologia recebeu. Foi o que mais despertou a curiosidade e chamou a atenção de representantes do governo e investidores indianos”, conta Renato Werner, CEO da Polsec, que também fez parte da comitiva.

A Polsec apresentou uma câmera, desenvolvida no Brasil e com patente registrada no INPI, com inteligência artificial e que, além de fazer reconhecimento facial, também possui um algoritmo que detecta arma de fogo e um recurso chamado DEJAVU – reconstrução automática da trajetória de um suspeito.

Renato Werner saiu da visita otimista em realizar negócios com a Índia. “As perspectivas são ótimas e ter recebido o apoio da APEX fez toda a diferença, pois é uma agência que encoraja e abre portas aos empresários, que desejam conquistar outros mercados, além do nacional. O Brasil também é um grande desenvolvedor de tecnologias e com profissionais de altíssimo nível. Não é a toa que empresas como Google e Facebook, por exemplo, usam em seus sistemas, algoritmos e tecnologias desenvolvidas também por programadores brasileiros”, comenta.

O encontro com representantes do governo e do empresariado indiano foi promovido pela APEX – Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos e foi considerado um grande sucesso, pois culminou na assinatura de 15 acordos bilaterais entre os países e ainda no aumento de quase 50%, até 2022, no intercâmbio comercial, passando de U$7 bilhões para cerca de U$15 bilhões.

O encontro do presidente Jair Bolsonaro com o primeiro Ministro Indiano Narendra Modi, assim como as rodadas de negócio com investidores indianos, promovidos pela APEX – Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos, em parceria com a câmara de comércio Índia Brasil, foi considerado um grande sucesso, pois culminou na assinatura de 15 acordos bilaterais entre os países, gerando aumento de quase 50% no intercâmbio comercial até 2022, passando de U$7 bilhões para cerca de U$15 bilhões.

“O evento abriu definitivamente os portais da Índia, que tem um mercado consumidor de mais de 1,3 bilhões de pessoas, para as empresas e empreendedores que quiserem fazer o caminho das índias”, comentou o CEO da Polsec.

SERVIÇO

POLSEC.AI

Website: http://br.polsec.ai/

Endereço: Rua Senador Milton Campos, 145 – Vila da Serra, Nova Lima – MG

Telefone: +55 (31) 3497-4535

E-mail: [email protected]

 

Continue acompanhando o jornal “Brasil Agora”. Acesse o link para entrar no grupo do WhatsApp e receba todas as notícias do portal: https://chat.whatsapp.com/KYMXA4cp7D61BejWsuTUJr

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui