Websérie #Quarentemas apresenta o olhar de uma criança na quarentena

0
108

O próximo episódio da websérie #Quarentemas coloca em cena o menino João Vitório, de oito anos. Muito atento e ligado ao universo cênico, ele mesmo criou o roteiro de “O Som de Fora”, inspirado em sua vizinha, que passou a ficar em casa devido a pandemia, e que se incomodava com as brincadeiras da criança. “Minha vizinha é louca. Eu não podia fazer nada, nem brincar com a minha cachorrinha Nega, que ela reclamava. E quando eu precisava estudar e ler, era a filha dela que começava a fazer uma barulheira danada e eu nem podia reclamar”, lembra o pequeno. O episódio inédito integra o projeto Teatro EmMov Digital e foi escolhido para ir ao ar na Semana da Criança para trazer este olhar infantil neste período de isolamento social. A montagem será exibida na próxima quinta-feira, dia 15 de outubro, às 20h, pelo perfil do Instagram @teatroemmovimento e pelo canal no youtube.com/teatroemmovimento.

João Vitório é morador do bairro Lindéia, em Belo Horizonte e vive com a mãe, Simone Regina. Ele estuda no segundo ano, da Escola Estadual General Carlos Luiz Guedes e, como a maioria das crianças, está sentindo muita falta da escola e dos amigos. A mãe conta que que ele sempre foi bastante inventivo e, desde bebê, gosta do palco. “Com um aninho foi o menino Jesus numa peça teatral da paróquia do bairro. Ele conta histórias desde os dois anos e meio, ainda na Umei que estudava, as professoras colocavam ele para encenar. Ele gosta de gravar histórias no Instagram a até envia vídeos para um amiguinho, o Théo, que ainda não consegue ler. Faz também histórias em quadrinhos inspirado na Turma da Mônica”, lembra a mãe, grande incentivadora do filho para a leitura e artes em geral. Foi Simone que levou o filho para o teatro, onde ele conheceu o Grupo Galpão. “Eles são muito abertos e o João gostou desde a primeira vez. Gostava de participar quando perguntavam algo no palco e ele queria ir ver tudo do Galpão, até as peças que não são para a idade, a gente pedia autorização para ele entrar”.

Foi a partir desse encontro com o Grupo Galpão que a diretora geral do #Quarentemas e atriz do grupo, Inês Peixoto, convidou o pequeno para enviar um piloto para a websérie. “João Vitório é uma paixão nossa, ele é super fã do Galpão e através desse convívio de plateia, ele sempre presente nos espetáculo e seguindo o Galpão para todos os lugares, a gente ficou amigos. Tudo que a gente faz ele está presente, até nos ensaios ele vai. Eu o acompanho nas redes sociais, ele é mega politizado, inteligentíssimo. Então, quando eu e o Gilberto Scarpa estávamos experimentando um formato para descobrir o que seria a #Quarentemas, convidamos alguns amigos atores. E eu disse ao Gilberto que queria trazer uma criança para o projeto, trazer o olhar da infância na pandemia. Pensei no João Vitório e o tema dele foi criado por ele mesmo, que é o da convivência com vizinhos. Ele fez o piloto, gostamos e quando firmou o formato da websérie, ele ficou no elenco e mantive o tema dele. Ele filmou novamente, de uma maneira mais elaborada dentro das premissas da direção de arte”, explica Inês Peixoto.

#Quarentemas

A websérie #Quarentemas tem direção geral de Inês Peixoto, premissas dramatúrgicas de Vinicius Calderoni, idealização e coordenação de produção de Tatyana Rubim, criadora do Teatro em Movimento, festival que há 19 anos promove a circulação de espetáculos teatrais por diversas cidades brasileiras. A equipe inclui também o cineasta Gilberto Scarpa (direção), Eder Santos e Barão Fonseca (montagem e finalização), o músico Tattá Spalla (trilha sonora), o cenógrafo e figurinista Marcio Medina (direção de arte). A websérie segue até o dia 21 de janeiro de 2021, sempre às quintas. Ao todo, serão vinte episódios inéditos, cada um estrelado por um ator, em um elenco majoritariamente mineiro. Os roteiros surgiram através de temas sugeridos aos atores para um processo criativo baseado no improviso. Toda a concepção do Teatro EmMov Digital foi idealizada com a consultoria em tecnologia de Zé Renato de Carvalho e especialistas em mídias digitais, além de seguir rigorosamente todas as normativas da OMS (Organização Mundial de Saúde) contra a contaminação pelo Covid-19.

O projeto conta com os patrocínios da Cemig, Instituto Unimed-BH(através do incentivo de mais de 5,1 mil médicos cooperados e colaboradores) e do Itaú, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, do Ministério do Turismo.

Imagem: influu

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui