Reinaldo, o Príncipe do Pagode, e Balacobaco agitam foliões no 1º Bloco do Rei

0
77

Pré-carnaval no Clube Quinze Veranistas, em Belo Horizonte, foi animado com muito samba e pagode

Por Felipe de Jesus/Grupo Balo
Foto: Daniel Stone

Com muita alegria, o 1° Bloco do Rei, festa que comemorou os 30 anos de carreira de Reinaldo, o “Príncipe do Pagode”, arrastou diversos foliões  para o Clube Quinze Veranistas no último domingo (27). Além de Reinaldo, o grupo Balacobaco também agitou o público do evento realizado pela NCS Produções e Eventos, em parceria com a FG Produções, e apoio da Profeta Produções.

Para abrir a grande festa, o grupo Balacobaco tocou os sucessos “Chuva de Arroz”, “Força e Fé” e hits de artistas conhecidos, como, Originais do Samba, Djavan e demais nomes do samba e do pagode que fizeram sucesso nos anos de 1990. “Parabéns pela festa, que além de nós, traz o grande Reinaldo, o Príncipe do Pagode, que está completando 30 anos de carreira. Uma festa incrível e com certeza inesquecível amigos. Para quem gosta de música, essa é pedida certa para essa animada tarde de domingo”, diz o músico André Orelha, integrante do Balacobaco.

Em sequência eles cantaram a música “Nossa Senhora”, de Roberto Carlos, em homenagem aos atingidos pelo rompimento da barragem de Brumadinho. “Quando estamos felizes ficamos juntos e comemoramos não é mesmo? Mas precisamos lembrar que na hora da dor, também precisamos nos unir para trazer boas vibes para as pessoas. Não é facil passar pelo o que eles passaram no local. Por isso, vamos ajudar mandando boas energias”. Em seguida eles animaram o público ainda mais com músicas de Jorge Ben Jor, Alcione, Maria Bethânia, Gal Costa, Tim Maia e outros nomes conhecidos da MPB.

Reinaldo, o “Príncipe do Pagode”, que completou 30 anos de carreira, subiu em seguida ao palco sob aplausos do público. Com tamanha simpatia, o artista mostrou toda a sua força e experiência na música. “Retrato Cantado de um Amor”, “Brilho no Olhar”, “Facho de Esperança” e outras empolgaram os fãs. Além disso, ele cantou músicas de nomes conhecidos do Samba, como, João Nogueira, Emílio Santiago e até Roberto Carlos, ídolo da Jovem Guarda. “É muito bom poder estar aqui com todos vocês para relembrar grandes sucessos nessa tarde que está tão bonita. Poder celebrar esses 30 anos de história musical aqui em BH é um presente e tanto”, concluiu o artista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui