Prefeitura de BH reduz taxas e feiras da cidade são beneficiadas

0
313

Empresário do setor comenta que a medida foi crucial para a retomada econômica do segmento e da cidade também

Um pacote de 26 medidas para a retomada econômica da capital foi anunciado pela Prefeitura de Belo Horizonte neste mês de fevereiro. Serão eliminados, reduzidos ou parcelados, taxas, preços públicos e IPTU, beneficiando 200 mil empreendedores da cidade. A desoneração chegará a um valor superior a R$ 28 milhões por ano. Na lista de beneficiários estão contemplados estabelecimentos comerciais, de serviços, feirantes, bancas de revistas e trabalhadores ambulantes de rua licenciados.

A medida foi provocada pela necessidade de recuperação econômica dos estabelecimentos que foram fechados em alguns momentos durante a pandemia, mas terá impacto para todos os segmentos nos quais incidem as taxas e preços públicos revisados, representando menos custos para todos. Para Pedro Maia, sócio da Feira Minas Pampulha, em Belo Horizonte, essa decisão foi muito acertada, pois garantiu alívio aos comerciantes e lojistas da cidade, que sofreram muito com a pandemia.

No caso das feiras de Artes, Artesanato e Produtores de Variedades de Belo Horizonte, o setor de produtos típicos paga de preço público R$ 1.091,08 por ano, já o de alimentação cerca R$ 1.939,68 anual, mas agora com as novas medidas terá um custo zero.

Realocação do investimento

Maia pontua que com essa medida, as empresas conseguem pegar seus recursos e investir em outras atividades que as beneficiem. “Muitos empresários podem aproveitar esta medida e usar o dinheiro para investir em mídia, marketing, acertar com os funcionários e fornecedores ou até mesmo renovar seus estoques. A empresa precisa se recuperar para estar fortalecida com a retomada da economia, que já começa a dar alguns sinais”, sinalizou o empresário.

Para o diretor da Feira Minas Pampulha, o principal benefício com esta medida foi a esperança dos empresários de manter o seu negócio vivo, com o fluxo de caixa positivo e saúde financeira. “Isso mantém o dinheiro circulando entre as pessoas e mantém os empregos. Com a economia girando, os recursos voltam a circular entre as pessoas. Isso é ótimo!”, acredita Pedro.

Fonte: Pedro Henrique Ferreira Maia, administrador e empresário, sócio e fundador da Feira Minas Pampulha, em Belo Horizonte (@feiraminas).

Artigo anteriorDinheiro na poupança é coisa do passado!
Próximo artigoNovo espaço da clínica Angiomais chama atenção no bairro Castelo em Belo Horizonte
*Jornalismo: Editor e fundador do jornal [ Brasil Agora (B.A) ] - [BH/MG/Brasília-DF] - Ano: 2015 - Filiado: FENAJ | AIN | SINAJ | Abramídia & União Brasileira de Imprensa (UBI) ______________________________________________________________________ *Agência de Divulgação de Notícias - Pub & MKT: Diretor [ Grupo Conteúdo (GC) ] ______________________________________________________________________ *Advocacia: Ass. Adv. - [ FJB Advocacia - Assistência Jurídica & Empresarial ] - Membro da "Associação dos Advogados Empreendedores - (AAE/OAB)". ______________________________________________________________________ *Graduado em: Jornalismo pela (Faculdade - FESBH), Publicidade & Propaganda (Instituto Politécnico de São Paulo), Relações Públicas (Universidade UIB/EUA), Teólogo (Faculdade ESABI/BH-MG), Sociologia (Faculdade Polis das Artes/SP), Economia (Universidade USIP), Advocacia/Direito - Adv. (FACSAL/MG) e Ms. em Comunicação Social: Jornalismo e Ciências da Informação (Univ. UEMC/Espanha). ______________________________________________________________________ Com larga experiência em coberturas da área de Cultura (Jornal & Assessoria de Imprensa): Shows, lançamentos de álbuns, livros e exposições de arte, trabalhou durante anos, também, fazendo coberturas e matérias na área de Economia (ao qual acabou se graduando posteriormente). Atualmente, além de editorar alguns portais de notícia no país, ser redator e administrador, escreve duas colunas semanais. Com a "Crítica Musical" (coluna que está no CulturalizaBH - Portal Uai ao qual é editor e financeiro) e a coluna "Opinião & Comportamento", que durante anos ficou no portal da RedeTV e hoje está no portal "Rondônia Digital". Desta coluna, surgiu o E-book: "Sociedade Conectada: A Influência da Internet no Cotidiano" - Ed. Escrita Certa (2019). "A escrita é a minha maior paixão" (Felipe de Jesus). ______________________________________________________________________ [ Siga o Instagram: @felipe_jesusjornalista ]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui