Conheça 3 tipos de cortes – por chama, plasma e água

0
415

Existem diversos processos que podem ser utilizados para a realização do corte de metais. Entretanto, é preciso ter conhecimento a respeito de como eles funcionam para ver o que mais atende a sua necessidade. Por isso conheça 3 tipos de cortes: por chama, plasma e água!

Corte plasma

Dos três processos informados, o corte plasma é o que apresenta uma maior qualidade e precisão! Isso porque ele consiste em um processo térmico que pode ser aplicado na maioria dos metais que conduzem eletricidade, como é o caso dos aços inoxidáveis, cobre, alumínio, titânio, entre outros.

Para isso é necessário que o operário utilize uma boa máquina de corte a plasma e que faça o manuseio correto dos itens, como é o caso do anti respingos de solda e também do eletrodo plasma

Os consumíveis de plasma são ferramentas formadas a partir da junção de outras peças isoladas: o eletrodo, além do difusor de plasma, assim como do bico de corte plasma e bocal plasma.

Existem algumas especificidades do serviço como por exemplo a variação de acordo com a velocidade, se a agilidade requerida for maior, o recomendado que use um bico de plasma mais largo. Se a prioridade for a precisão, o indica-se o bico de corte a plasma menor.

Bem como os processos de soldagem dependem do encaixe correto da tocha de plasma, o que corresponde ao seu alinhamento, da quantidade de lubrificante aplicado, e também da força utilizada na capa de proteção.

Corte de chama

O corte de chama também é um tipo de corte térmico, entretanto, para a realização do serviço ele utiliza da junção do oxigênio com uma fonte de combustível para criar a energia necessária para fazer o corte do material escolhido.

Uma das grandes vantagens dele é que não é preciso ter uma fonte de alimentação, uma vez que esse processo resume-se em um cilindro para oxigênio, outro para gás combustível, além das mangueiras, do atacante e também da tocha.

É preciso ficar atento a necessidade do tratamento que a peça deve receber pós-corte, isso porque ela pode se tornar quebradiça, e implicar no surgimento de rachaduras e demais tipos de fissuras.

Diferentemente dos demais tipos, o corte a jato de água trata-se de um procedimento mecânico que pode ser utilizado em materiais mais duros e difíceis de serem cortados. Uma das grandes vantagens é que ele não emite fumos perigosos para quem está fazendo o manuseio do aparelho.

A sua aplicação é recomendada partes que não podem ser afetadas pelo calor, e também para os casos de cortes automatizados e de materiais não metálicos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui