27ª Feira Nacional de Artesanato (FNA) atrai diversos expositores do país para o Expominas

0
928

Cerca de 180 mil pessoas passaram pelo local;
Exposição aconteceu de 6 a 11 de dezembro de 2016

*Textos e fotos
*Jornalista (JP)
Felipe de Jesus
*Cobertura Brasil Agora (B.A)
[dropcap size=big]R[/dropcap]oupas, sapatos, flores, cortinas, toalhas, redes, doces, cachaças, velas, enfeites e muito mais em apenas um só lugar. Para quem estava a procura de um bom presente de Natal, a ’27ª Feira Nacional de Artesanato (FNA) – O Brasil Feito a Mão’ foi uma ótima pedida nesse fim de ano. A feira que reúne expositores de todo o país foi  realizada no Expominas (BH/MG) de 6 a 11 de dezembro e contou com o apoio do Centro de Capacitação e Apoio ao Empreendedor  (Centro CAPE) e da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais  (FIEMG). Além deles, da JCHELBY; SouBH; Abexa; Secretaria Especial da Micro e Pequena Empresa e Programa do Artesanato Brasileiro (PAB) e demais apoiadores. Uma média de 180 mil pessoas passaram pelo local e foi registrado um movimento de R$90 milhões em negócios.
A feira teve aperitivos para todos os gostos
(Foto: Felipe de Jesus)
O Expominas abrigou cerca de 7 mil expositores que foram divididos em 1,2 mil stands com mais de 25 mil itens, trazendo o melhor do artesanato de todas as regiões do país. Prova do sucesso da 27ª edição da feira foi comprovado no sorriso e na animação de vários visitantes. Para Roberto Maia, 46, administrador – empresário, a edição trouxe muitas novidades, principalmente a parte do artesanato mineiro. “Foi muito boa a exposição. Além do ótimo atendimento feito pelos expositores, ou seja, a logística do evento funcionou muito bem nos dois andares. Um dos stands que me chamou muita atenção também foi o de comida portuguesa. Nunca tinha comido doces feitos com fios de macarrão, de massa. Achei muito gostoso e bem interessante. Deu vontade até de comprar para revender de tão bom que é. Além dele, gostei demais do espaço cedido para o artesanato mineiro. Minas é um celeiro do artesanato em minha opinião e dedicar um espaço foi muito bacana”, comentou o empresário.
Artesanato mineiro fez sucesso na 27ª Feira Nacional de Artesanato (FNA)
(Foto: Felipe de Jesus)

Já para Fernanda Silva, 24, estudante de engenharia, a Feira Nacional de Artesanato (FNA) foi de suma importância para esse momento de economia enfraquecida no Brasil. “Precisamos ter sempre feiras que foquem exatamente nesse tipo de evento. O Brasil atravessa um período de pouca produção na indústria, comércio vendendo pouco, por isso, acho que é de suma importância ter esse tipo de evento reunindo tantas pessoas do país. Belo Horizonte com certeza foi uma grande escolha dos organizadores, porque o Expominas tem um espaço perfeito para isso”, elogiou. Além disso ela também falou sobre os tipos de especiarias colocados no espaço. “Muita coisa bacana, de doces, queijos, salaminhos até mesmo utensílios para a casa. Estão de parabéns por tantas opções ofertadas em apenas um espaço”, completou.

Bebidas diferenciadas ))
Para os amantes e apreciadores de bebidas quentes e geladas, a feira trouxe diversas novidades ainda desconhecidas pelo público, como o chá gelado ou quente (de vários sabores). A bebida que estava sendo servida para os visitantes foi aprovado pelos que passaram pelo lugar. “Que delicia esse chá. Acertaram na escolha dos sabores e também na forma de servir. Chá quente é muito gostoso, gelado ainda mais. Com tantos sabores a disposição ficou até difícil escolher um para provar. As misturas me agradaram demais”, disse Antônio Geraldo, 56, comerciante.
O chá pôde ser degustado pelos visitantes no local.
Bebida também foi vendida no local
(Foto: Felipe de Jesus)

Já para os amantes de toalhas, pano de prato (cama, mesa e banho), a exposição trouxe também muitas opções valorizando estampas e também belas costuras. A microempresária Ana Paula, 38, aprovou as toalhas e achou lindas as costuras. “Fiquei impressionada de ver tanta qualidade na feira. É tudo muito lindo e as promoções me agradaram demais. ´Pena que eu só consegui visitar a feira hoje. Espero que no ano que vem ela volte em BH e que eles tragam muitas novidades”, disse.

Stands de cama, mesa e banho chamaram a atenção pela qualidade
e pelo cuidado com as estampas
(Foto: Felipe de Jesus)

Atendimento de imprensa ))

Todo o atendimento de imprensa foi realizado pela ‘Assessoria de Comunicação do Centro Cape – Feira Nacional de Artesanato’. Todas a informações foram disponibilizadas pelo ‘Press Book’ fornecido pela equipe de comunicação que ficou de prontidão para atender os profissionais de imprensa.

Mais fotos na galeria:
Crédito: Felipe de Jesus
#27ªfeiranacionaldeartesanato2016
#Expominas #BHMG #Jornalismo #Felipedejesus #Jornalista #Evento #Assessoria #FNA #Brasilagora
Artigo anteriorAniversário do Itatiaia Rádio Bar: Festa reúne 25 mil pessoas na Esplanada do Mineirão
Próximo artigoFeriados podem gerar prejuízo superior a R$ 976 milhões para o comércio de BH
■ Jornalismo: Editor e um dos fundadores do jornal [ Brasil Agora (B.A) ] - [BH/MG/Brasília-DF] - Ano: 2015 - Filiado: FENAJ & FIJ | AIN | SINAJ | Abramídia | UBI ______________________________________________________________________ ■ Publicidade & Divulgação de Notícias MKT: Diretor [ Grupo Conteúdo (GC) ] ______________________________________________________________________ ■ Advocacia: Gestor Adv. [ FJB Advocacia - Assistência Jurídica & Empresarial / Digital ] - "Associação dos Advogados Empreendedores - (AAE/OAB)". ______________________________________________________________________ ■ Canal 'Crítica Musical' com Felipe de Jesus (YouTube): https://www.youtube.com/channel/UCIWDiTUL9F-xlKwov43B5nQ ______________________________________________________________________ ■ Graduado: Apaixonado pela área acadêmica, Felipe de Jesus é formado em Jornalismo pela (Faculdade - FESBH), Publicidade & Propaganda (Instituto Politécnico de São Paulo), Teólogo (Faculdade ESABI/BH-MG), Sociologia (Faculdade Polis das Artes/SP), Economia (Universidade USIP), Direito/Advocacia (FACSAL/MG) , Ms. em Comunicação Social: Jornalismo e C.Informação (Univ. UEMC) e atualmente cursa Engenharia de Telecomunicações & TV (F.Nossa Senhora Aparecida / EAD). ______________________________________________________________________ Com larga experiência em coberturas da área de Cultura (Jornal & Assessoria de Imprensa): Shows, lançamentos de álbuns, livros e exposições de arte, trabalhou durante anos, também, fazendo coberturas e matérias na área de Economia (ao qual acabou se graduando posteriormente). Atualmente, além de editorar alguns portais de notícia no país, ser redator e administrador, escreve duas colunas semanais. Com a "Crítica Musical" (coluna que está no CulturalizaBH - Portal Uai ao qual é editor e financeiro) e a coluna "Opinião & Comportamento", que durante anos ficou no portal da RedeTV e hoje está no portal "Rondônia Digital". Desta coluna, surgiu o E-book: "Sociedade Conectada: A Influência da Internet no Cotidiano" - Ed. Escrita Certa (2019). "A escrita é a minha maior paixão" (Felipe de Jesus). ______________________________________________________________________ [ Siga o Instagram: @felipe_jesusjornalista ]