Prefeitura e Ministério da Saúde intensificam esforços para fortalecer a saúde pública de BH

0
313

O prefeito Alexandre Kalil e o secretário de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Francisco Figueiredo, reuniram-se nesta sexta-feira, dia 27, na sede da Prefeitura, para tratar do repasse de verbas com vistas a melhorar a estrutura de hospitais em Belo Horizonte e o atendimento no Sistema Único de Saúde (SUS-BH). “Eu venho aqui em nome do ministro Ricardo Barros, colocar o Ministério à disposição dessa nova gestão para o que for necessário para ter um SUS de qualidade em Minas Gerais. Sem dúvida, podemos fazer mais por Belo Horizonte”, afirmou Francisco Figueiredo.

O tema central da reunião foi a situação dos hospitais Risoleta Neves, que vem enfrentando problemas de financiamento, e do Hospital Metropolitano Dr. Célio de Castro, no Barreiro, que hoje funciona com apenas 20% da capacidade total. Segundo o secretário municipal de Saúde, Jackson Machado Pinto, que também participou da reunião, o propósito da Prefeitura é colocar, até julho, o Hospital Metropolitano do Barreiro em funcionamento integral. “Tivemos a garantia do Ministério da Saúde de que, uma vez que todos os documentos forem entregues, como o serão, essa verba estará garantida”, disse o secretário.

Sobre o Risoleta Neves, o secretário Jackson Machado reiterou que o funcionamento do hospital em 2017 já está garantido financeiramente, e que as alas da pediatria e da maternidade serão reabertas. “O Risoleta Neves funciona hoje com 312 leitos. Nós queremos garantir que os 368 leitos estejam funcionando em sua totalidade”, concluiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui