Morre Dídimo Paiva, referência no jornalismo mineiro

0
86

Atuante por mais de 40 anos só no Estado de Minas, Dídimo foi editor de Internacional, Nacional, Opinião e também trabalhou como editorialista do EM. Ele tinha 90 anos

Morreu na madrugada deste sábado o jornalista Dídimo Miranda de Paiva, de 90 anos, que trabalhou por mais de 40 anos no Estado de Minas, entre 1968 e 2009. Natural de Jacuí, no Sul de Minas, Dídimo foi editor de Nacional, Internacional, Opinião e também trabalhou durante muitos anos como editorialista do EM.

Ele também se tornou grande referência sindicalista ao presidir, entre 1975 e 1978, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais (SJPMG), período em que vigorava a ditadura militar no Brasil e que ele acumulou as funções no EM com o cargo de dirigente sindical. Dídimo havia sido internado no último sábado por conta de complicações de uma pneumonia. Ele deixa esposa, Maria Aparecida Murta dos Santos, seis filhos de dois casamentos e sete netos.

Um dos filhos de Dídimo, Sérgio Augusto Murta dos Santos Paiva, destacou o caráter do pai, sempre muito dedicado à família. “Um homem que sempre foi muito honrado, que tinha a ética acima de tudo. Sempre teve muito amor pela família, pelos amigos e pela profissão”, diz o filho.

O corpo de Dídimo Paiva é velado na Casa do Jornalista, que é a sede do SJPMG, a partir das 9h e o sepultamento está marcado para às 16h no Cemitério Parque da Colina, no Bairro Nova Cintra, Região Oeste de Belo Horizonte.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here