Abertas as inscrições para a oficina gratuita ‘Ritmo, Corpo e Palavra’, de Babilak Bah

0
454

Atividade será realizada de 17 de Agosto a 17 de setembro no Quilombo Manzo Ngunzo Kaiango

Despertar e desenvolver o potencial criativo, sobretudo o crítico. Esse é um dos propósitos da Oficina: Ritmo, Corpo e Palavra, ministrada por Babilak Bah no Quilombo Manzo Ngunzo Kaiango (Rua São Tiago 216 – Santa Efigênia, Belo Horizonte). A atividade, que aborda a pesquisa e a promoção do potencial de criação, da voz poética, do canto e de reflexões em torno da diáspora negra será realizada de 17 de agosto a 17 de setembro, às quartas-feiras, de 19h às 21h, e aos sábados, de 16h às 19h, trazendo também a chance para o público conhecer textos importantes da literatura brasileira, tanto produzido pelo cânone como pela poesia marginal.

As oficinas serão realizadas por Babilak Bah, artista do ruído, poeta e arte­-educador, conhecido pelos álbuns Enxadário: Orquestra de Enxadas (2006), a Biografia de Homens Inquietos (2011), o DVD Afroprogressivo e os livros de poemas Voomiragem (2003) e Corpoletrado (2009). De acordo com ele, a oficina é uma oportunidade para o fomento à criatividade. “Trata-se de um espaço de experimentação de linguagem que se propõe a realizar um atravessamento de sentidos utilizando de três fenômenos: o campo da palavra, as tecnologias dos corporais e a potência dos ritmos”, diz.

Segundo Babilak Bah, a oficina destina-se a estudantes, mas também pessoas que querem ampliar o seu potencial criativo. “A oficina destina-se, no caso do quilombo, prioritariamente a população negra, mas são bem vindas pessoas que queiram experimentar, descobrir, vivenciar o seu poder criativo em grupo rumo a criação individual/coletiva. A proposta abre as fronteiras à novos sentidos e problematiza questões identitárias. Fora isso, tenciona o campo da linguagem numa fronteira entre o social e o político”, discutindo textos que apresentam a situação da população negra em seus território de vivencia e conflitos na sociedade brasileira com textos de Carolina Maria de jesus ao Racionais Mc.

Pontos da oficina

Dentro dos trabalhos da oficina, são abordados vários aspectos. “Trabalhamos dinâmicas envolvendo ritmo, corpo e palavra – noção de interface, jogos rítmicos: o ritmo como objeto de linguagem – utilização do corpo como parte da obra, jogos textuais: a palavra enquanto elemento de expressão crítica – a palavra enquanto potência para a criação artística. Além disso, a construção de materiais textuais e corporais; elaboração de manifestações artísticas envolvendo a palavra, ritmo e corpo. O compartilhamento – redes de interação – Viabilização de intercâmbio entre artistas, críticos, pesquisadores, estudantes e comunidade em geral e também a reflexão sobre as múltiplas possibilidades do alargamento das referências envolvendo palavra, som e corpo”, finaliza Babilak Bah.

A Oficina: Ritmo, Corpo e Palavra é realizada com os recursos da Lei Municipal de incentivo à Cultura, através do edital Descentra 2018, da prefeitura Municipal de Belo Horizonte.

Babilak Bah

Babilak Bah é Paraibano e há décadas reside em Belo Horizonte. É um artista do ruído, poeta e arte-educador. É autor dos álbuns Enxadário: Orquestra de Enxadas (2006) e Biografia de Homens Inquietos (2011), tendo lançado também o DVD Afroprogressivo. Publicou os livros de poemas Voomiragem (2003) e Corpoletrado (2009). É diretor musical do grupo Trem Tan Tan. Atualmente está na produção do livro: Uma clínica de instantes inusitados e está com a exposição: Enxadigma, que trabalha com a enxada, signos de linguagens, e denúncia social.

Serviço

Oficina: Ritmo, Corpo e Palavra – #oficinaritmocorpoepalavra

Local: Quilombo Manzo Ngunzo Kaiango – Rua: São Tiago 216 – Santa Efigênia – BH/MG

Data: De 17 de agosto a 17 de setembro

Horário: às quartas-feiras de 19h às 21 e sábados de 16h às 19h

Gratuito

Inscrições: 31 9 85805443 ou 31 9 99139650

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui