Guia de etiqueta para reuniões home office

0
1033

Luis Câmara: “É preciso ter segurança ao falar, coesão, ser persuasivo”, explica o  fundador da Vox2you, maior franquia de oratória do Brasil.

Falar naturalmente e evitar exageros são algumas das dicas para se sair bem em qualquer negociação

Com a pandemia do novo coronavírus e a necessidade da quarentena, muitas empresas adotaram o modelo home office. O trabalho remoto já era uma realidade antes da crise, mas nesse momento de adaptação, as equipes de profissionais precisam se encontrar esporadicamente – inclusive com os seus clientes – por meio de reuniões por chamada de vídeo para traçar novas estratégias.

“Em tempos de crise, a oratória se torna ainda mais necessária. Videoconferências ainda não são algo familiar para as pessoas, e além da distância física, se você não souber comandar sua reunião, seu cliente pode achar que você não está apto, isso pode resultar no cancelamento do serviço. É preciso ter segurança ao falar, coesão, ser persuasivo”, explica Luis Câmara, fundador da Vox2you, maior franquia de oratória do Brasil.

Com este pensamento, Luis elaborou uma plataforma de oratória online, que possui mais de 40 níveis, cada método tem de cinco a oito aulas. O objetivo é preparar o profissional para que precisa lidar com o publico por telefone ou chamada de vídeo.

“Nesse momento, é preciso saber trabalhar sua comunicação como ninguém, seja para vender o produto, convencer o cliente ou fechar aquele contrato. Por isso implantei a plataforma a nossa rede. São aulas onlines e interativa em que o aluno precisa fazer a parte pratica também. Com toda a nossa metodologia e para os interessados em conhecer mais a plataforma, disponibilizamos algumas aulas de forma gratuita e para o interessado, o valor da mensalidade é de R$ 95,00. É muito bom para quem ainda esta se adaptando ao isolamento.

Abaixo, Câmara lista algumas dicas de etiqueta para as reuniões durante o home office:

1 – Fale naturalmente:

Câmara afirma que é preciso tratar seu celular ou computador como um amigo, esqueça que é uma câmera, tendo em mente que você está em contato com pessoas e não máquinas. “É imprescindível que a postura corporal seja mantida. Esse tipo de comportamento mantém a voz regular, transmitindo entusiasmo, empenho e mantém o cliente engajado.”

O especialista ainda lista alguns tipos de vozes e quando a comunicação de cada uma se faz eficiente, sendo elas:

Voz de ouro: de entonação forte e com paixão é utilizada para convencimento e persuasão de alguém;

Voz de prata: calma, didática e professoral, usada com o objetivo de ministrar uma palestra;

Voz de bronze: tem a proposta de representar um personagem dramático;

Voz de veludo: “a voz da alma”, usada para expressar humildade, cumplicidade e sentimentos.

2 – Escute e anote:

Mantenha sempre uma escuta ativa, preste atenção em tudo que é dito, anote observações importantes e as acrescente no final. Uma dica bem útil é fazer as reuniões pelas plataformas com compartilhamento de tela. Dessa forma, todos têm acesso ao mesmo conteúdo.

Mas cuidado, o especialista adverte, ser linear demais nem sempre é algo bom. “Aplique nuances em seu discurso. Podemos também pensar em alternar a voz em pelo menos três aspectos: ritmo – rápido ou devagar – volume e o tom usado, que pode ser grave ou agudo. Com o tempo, a modulação da voz ocorre intuitivamente, busque treiná-la de acordo com o seu objetivo”, fala Luis.

3 – Evite exageros:

Tenha sempre o planejamento em mãos. Para manter a atenção da pessoa, durante as videoconferências, busque sempre aplicar suas analogias para facilitar a compreensão. Assim, seu cliente terá entendimento visual sobre o que está sendo dito. Crie um repertório dos conceitos que você precisa explicar na reunião, seja da sua empresa, suas estratégias e produto etc.

Invista em treinar a gesticulação do seu maxilar, pois se caso houver problemas na conexão e o áudio falhar, ficará fácil para seus espectadores fazerem “linguagem labial” do que foi dito. Fique atento aos exageros para manter a naturalidade.

4 – Fique atento à linguagem corporal:

A linguagem corporal apresenta uma incrível quantidade de informações sobre o que as outras pessoas pensam de você. Durante as reuniões por videoconferência é necessário lembrar que a persuasão não está presente apenas na fala, mas também no olhar e nos gestos. Ao se comunicar, o corpo dá sinais e pistas dos reais desejos e sentimentos diante de determinada situação. Por exemplo, se seu cliente está com os lábios arqueados para cima, a probabilidade é que ele esteja alegre e satisfeito. Caso aconteça o contrário, as chances são de que ele esteja insatisfeito com o que está sendo apresentado. Ou então, quando alguém balança muito a cabeça enquanto fala, isso significa que está preocupada com a sua opinião sobre ela. O corpo fala, e entender suas mensagens o que não é dito é fundamental.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui