Academia Mineira de Letras apresenta palestra em homenagem à escritora Tânia Diniz

0
435

Tania Diniz – Foto Caterina Uxa (2).

Filha da autora e outras convidadas falam sobre seu legado e a delicadeza da escrita

 

Poeta, editora, ativista cultural e criadora do movimento Mulheres Emergentes, nia Diniz deixou sua marca na literatura brasileira, abrindo portas para outras escritoras e fortalecendo o cenário cultural onde há tantas lutas a serem travadas. A Academia Mineira de Letras apresenta a palestra virtual Homenagem a Tânia Diniz”, com apresentação e seu legado realizada por sua filha Carol Diniz Hassui e leitura poética.  O vídeo estará disponível no YouTube da AML a partir do dia 17 de junho, às 11h.

O evento acontece no âmbito do Plano Anual de Manutenção AML (PRONAC 203709), realizado mediante a Lei Federal de Incentivo à Cultura, com patrocínio do Instituto Unimed BH – por meio do incentivo fiscal de mais de cinco mil e duzentos médicos cooperados e colaboradores – e da CEMIG. Copatrocínio da Tambasa.

Na homenagem, a filha da autora, a publicitária e escritora Carol Diniz Hassui, fala sobre o legado deixado por sua mãe. Ao longo das últimas décadas, vi minha mãe travar muitas batalhas, desde sociais e de empoderamento feminino à luta pela sua saúde. Sua marca vai além das páginas de seus livros, está em cada olhar perspicaz sobre uma situação, delicadeza em forma de palavra, cada mulher que hoje tem visibilidade na literatura graças aos seus projetos. É com pesar que demos adeus a ela no último ano, mas é incrível ver um legado tão belo que ainda a faz presente, relata Carol Diniz Hassui.

Após abordar a trajetória de Tânia Diniz, várias convidadas apresentam uma leitura poética, com alguns dos textos mais icônicos da escritora. Todas mulheres fortes que admiram e se inspiram na carreira da autora. Há participantes mineiras e também de outras localidades, como Acre, São Paulo e Ceará.

         Entre os grandes feitos de Tânia Diniz, destaca-se o projeto Mulheres Emergentes. O mural poético se tornou um espaço para publicar só mulheres e que não fosse pautado por nenhuma cobrança. Entre as que participaram da primeira edição estavam, por exemplo, Adélia Prado, Lúcia Castello Branco e Maria Esther Maciel. Com grande sucesso e “demanda” dos homens, aos poucos, o ME, como era carinhosamente chamado por Tânia, abriu espaço também para eles. Sua paixão pelo projeto fez com que ele fosse publicado por 30 anos e lançasse sete concursos internacionais de sucesso, numa época em que nem havia internet.

         Além disso, foi embaixadora universal da paz (Cercle Universel des Ambassadeurs de la Paix – Suisse / France – Poeta del Mundo), Membro Honorário da Associação de Jornalistas Escritoras do Brasil (AJEB).         

         Ao longo da carreira participou e organizou inúmeros eventos, saraus, lançamentos, exposições, oficinas de poesias e haicais, projetos e badalações, como as Terças Poéticas do Palácio das Artes (BH), Psiu poéticos, Pão e Poesia, Nós da Poesia, entre tantos.

         Foi publicada em inúmeros países em antologias, estudos, jornais, revistas, zines e premiada em concursos literários nacionais e internacionais, tendo trabalhos traduzidos para outros idiomas.         

Sobre as participantes

 

·         Carol Diniz Hassui: publicitária e escritora. Filha de Tânia Diniz. Belo Horizonte, MG.

·         Biláh Bernardes: psicopedagoga, professora aposentada e poeta. Santo Antônio do Monte, MG.

·         Brenda Mar(que)s Pena: jornalista, escritora, baterista e produtora cultural, Belo Horizonte, MG.

·         Dalva Silveira: professora e escritora, Belo Horizonte, MG.

·         Deise Torres: poetisa e escritora. Rio Branco, Acre.

·         Eliane Accioly Fonseca: psicanalista e escritora. Reside em São Paulo, SP.

·         France Gripp: escritora e professora, Belo Horizonte, MG.

·         Lívia Tucci: professora de inglês, cantora e escritora. Belo Horizonte, MG.

·         Lúcia Serra: escritora. Nova Lima, MG.

·         Myrian Naves: poeta, escritora e professora. Integrante do conselho editorial e representante da revista portuguesa InComunidade no Brasil. Belo Horizonte, MG.

·         Regine Limaverde: professora titular da UFC, escritora pertencente à Academia Cearense de Letras. Fortaleza , Ceará.

 

 

SERVIÇO:

Palestra virtual Homenagem a Tânia Diniz” – com Carol Diniz, Brenda Mar(ques), Deise Torres, Eliane Accioly, Frances Gripp, Lívia Tucci, Lucia Serra, Biláh Bernardes, Myrian Naves, Dalva Silveira e Regine Limaverde

Data: a partir de17 de junho, às 11h

Acesso: Youtube.com/c/AcademiaMineiraDeLetras

Informações sobre Tânia Diniz: mulheresemergentes.com

 

 

Instituto Unimed-BH

Associação sem fins lucrativos, o Instituto Unimed-BH, desde 2003, desenvolve projetos visando ampliar o acesso à cultura, estimular o bem-estar e a qualidade de vida das pessoas, valorizar espaços públicos e o meio ambiente e contribuir com a formação para a cidadania. É responsável pela realização do Programa Sociocultural Unimed-BH que, ao longo de sua história, destinou cerca de R$140 milhões ao setor cultural, por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura e da Lei Federal de Incentivo à Cultura, gerando milhares de postos de trabalho, impulsionados pelo patrocínio de mais de 5.200 médicos cooperados e colaboradores. Anualmente milhares de pessoas são alcançadas por meio de projetos de cinco linhas de atuação: Comunidade, Voluntariado, Meio Ambiente, Adoção de Espaços Públicos e Cultura, alinhados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030. Neste ano, todas as iniciativas do Instituto celebram os 50 anos da Unimed-BH. Saiba mais em www.institutounimedbh.com.br.

 

Cemig

De onde vem a nossa força?

 A Cemig, maior patrocinadora cultural de Minas Gerais, acredita na importância e na valorização da arte e da cultura para o desenvolvimento humano, econômico e social de uma população como possibilidade do alcance de um futuro melhor para as novas gerações.

 A preocupação da empresa em promover a socialização e a democratização do acesso aos bens culturais do estado se baseia principalmente no compromisso da Cemig com a transformação social e inclusão, uma oportunidade de dialogar e trazer melhorias para a comunidade.

 Nossa força também vem da cultura. Saiba mais em www.cemig.com.br

Artigo anteriorAnvisa autoriza vacina da Pfizer para crianças a partir de 12 anos
Próximo artigoFesta literária “Além da Letra” integra a programação do Giro na Cidade, em Gonçalves, no Sul de Minas
■ Jornalismo: Editor e fundador do jornal [ Brasil Agora (B.A) ] - [BH/MG/Brasília-DF] - Ano: 2015 - Filiado: FENAJ & FIJ | AIN | SINAJ | Abramídia | UBI ______________________________________________________________________ ■ Publicidade & Divulgação de Notícias MKT - Diretor [ Grupo Conteúdo (GC) ] ______________________________________________________________________ ■ Advocacia: Gestor Adv. [ FJB Advocacia - Assistência Jurídica & Empresarial / Digital ] - "Associação dos Advogados Empreendedores - (AAE/OAB)". ______________________________________________________________________ ■ Graduado: Apaixonado pela área acadêmica, Felipe de Jesus é formado em Jornalismo pela (Faculdade - FESBH), Publicidade & Propaganda (Instituto Politécnico de São Paulo), Teólogo (Faculdade ESABI/BH-MG), Sociologia (Faculdade Polis das Artes/SP), Economia (Universidade USIP), Direito/Advocacia (FACSAL/MG) , Ms. em Comunicação Social: Jornalismo e C.Informação (Univ. UEMC) e atualmente cursa Engenharia de Redes & Telecomunicações - Seg. Digital (FCCNA). ______________________________________________________________________ Com larga experiência em coberturas da área de Cultura (Jornal & Assessoria de Imprensa): Shows, lançamentos de álbuns, livros e exposições de arte, trabalhou durante anos, também, fazendo coberturas e matérias na área de Economia (ao qual acabou se graduando posteriormente). Atualmente, além de editorar alguns portais de notícia no país, ser redator e administrador, escreve duas colunas semanais. Com a "Crítica Musical" (coluna que está no CulturalizaBH - Portal Uai ao qual é editor e financeiro) e a coluna "Opinião & Comportamento", que durante anos ficou no portal da RedeTV e hoje está no portal "Rondônia Digital". Desta coluna, surgiu o E-book: "Sociedade Conectada: A Influência da Internet no Cotidiano" - Ed. Escrita Certa (2019). "A escrita é a minha maior paixão" (Felipe de Jesus). ______________________________________________________________________ [ Siga o Instagram: @felipe_jesusjornalista ]