Brechós promovem moda sustentável

Em meio à pandemia, as pessoas aprenderam a importância do consumo consciente

Não é novidade que a pandemia do novo Coronavírus fez a renda de muitas famílias reduzir. Com isso, houve uma mudança nos hábitos, incluindo a forma de consumo que passou a ser mais consciente. Esse cenário foi propício para a crescente procura dos brechós, tanto para compra quanto para venda.

De acordo com o Sebrae Minas, só no estado, a quantidade de empreendedores inscritos como MEI (Microempreendedor individual) no segmento de compra e venda de objetos usados passou  de 1.900, número antes da pandemia, para mais de 2.300 (+20%), em julho, sendo que a capital mineira concentra maior volume (490). Além disso, há em torno de 350 micro e pequenas empresas (MPE) atuando na área em Minas.

Vivian Deus é proprietária da rede de franquias Joaninha Brechó Infantil e revela que percebeu aumento de clientes durante a pandemia. “Trabalhamos com roupas para faixas etárias de 0 a 16 anos. Desde o ano passado, a procura pelos nossos produtos aumentaram. Também percebemos o grande fluxo de pessoas que pretendem vender aquelas peças que não usam mais”, conta.

Aderir e apoiar o trabalho de brechós ajuda a promover o consumo consciente e sustentável. “Revendemos produtos usados e seminovos em boas condições de uso. O consumo consciente tem como objetivo consertar, transformar e reutilizar, com o foco no bem estar do planeta e da sociedade, e lembre-se o modo como consumimos reflete quem somos”, explica.

Além disso, comprar em brechó pode ser uma ótima opção para pais com filhos pequenos que são reféns dessas trocas recorrentes. Na Joaninha Brechó, franquia com 20 unidades em Minas Gerais e uma no estado de São Paulo, os produtos adquiridos na loja podem ser trocados por outros depois, o que estimula a moda consciente e sustentável. “Isso garante que a peça trocada ainda será usada no futuro por outra criança. E, como o nome já diz, no brechó, as roupas podem ser revendidas, e essa atitude pode contribuir para que o destino dessas vestimentas não seja em vão, beneficiando outros interessados”, afirma a proprietária.

Cuidados 

O Joaninha Brechó Infantil toma todos cuidados ao adquirir as peças, elas passam por um rigorosa avaliação para saber se estão aptas para o uso. “Tanto as roupas quanto os objetos e acessórios, para chegar ao consumidor em perfeito estado de conservação, para por uma criteriosa avaliação e além disso, temos a garantia de trocas e devoluções. “O brechó infantil evoluiu, e além de economia, conta com variedade e qualidade. Esse segmento também vem se adequando à oportunidade de comprar sem sair de casa, com comodidade e segurança”, finaliza.

Fonte: Vivian Deus, empresária e fundadora há 8 anos da loja Joaninha Brechó Infantil.

Artigo anterior“TRANSVERSALIDADES”, DO CCBB EDUCATIVO, APRESENTA ATIVIDADE NA PROGRAMAÇÃO DA PRIMAVERA DOS MUSEUS
Próximo artigoOperação da PF combate desvio de recursos em projetos de pesquisa
■ Jornalismo: Jornalista Editor e um dos fundadores do jornal [ Brasil Agora (B.A) ] - [BH/MG/Brasília-DF] - Ano: 2015 ■ Filiado: FENAJ/Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais (SJPMG) & FIJ ■ Diretor em Minas Gerais da Associação de Imprensa Nacional (AIN). _____________________________________________________________________ ■ Publicidade & Divulgação de Notícias MKT: Publicitário e Diretor [ Agência Grupo Conteúdo (GC) - Administradora de Jornais / Sites ] _____________________________________________________________________ ■ Advocacia: Advogado Gestor [ FJB Advocacia - Assistência Jurídica & Empresarial / Digital ] - "Membro da Associação dos Advogados Empreendedores - (AAE/OAB)" - Sindicato dos Advogados de MG. _____________________________________________________________________ ■ Canal 'Crítica Musical' com Felipe de Jesus (YouTube): https://www.youtube.com/channel/UCIWDiTUL9F-xlKwov43B5nQ _____________________________________________________________________ ■ Formação Acadêmica: Apaixonado pela área acadêmica, Felipe de Jesus é Jornalista (FESBH), Publicitário (IPSP), Teólogo (F.ESABI), Sociólogo (F.Polis das Artes), Economista (UNIP) & Advogado (FACSAL). Tem Mestrado em Comunicação Social: Jornalismo e Ciências da Informação (UEMC) e atualmente cursa Engenharia de Telecomunicações & TV (F.Nossa Senhora Aparecida / EAD). _____________________________________________________________________ Com larga experiência em coberturas da área de Cultura (Jornal & Assessoria de Imprensa): Shows, lançamentos de álbuns, livros e exposições de arte, trabalhou durante anos, também, fazendo coberturas e matérias na área de Economia (ao qual acabou se graduando posteriormente). Atualmente, além de editorar alguns portais de notícia no país, ser redator e administrador, escreve duas colunas semanais. Com a "Crítica Musical" (coluna que está no CulturalizaBH - Portal Uai ao qual é editor e financeiro) e a coluna "Opinião & Comportamento", que durante anos ficou no portal da RedeTV e hoje está no portal "Rondônia Digital". Desta coluna, surgiu o E-book: "Sociedade Conectada: A Influência da Internet no Cotidiano" - Ed. Escrita Certa (2019). "A escrita é a minha maior paixão" (Felipe de Jesus). ________________________________________________________________________ [ Siga o Instagram: @felipe_jesusjornalista ]