Grupo Pé de Sonho volta aos palcos presenciais com a Orquestra Ouro Preto

Montagem Pé de Sonho e Orquestra Ouro Preto – Divulgação. 

Show acontece no dia 24/10 no Sesc Palladium. Ingressos já estão à venda

Após um longo período afastado dos palcos e das apresentações presenciais, em função dos protocolos sanitários referentes à pandemia, o Grupo Pé de Sonho realiza, enfim, a tão aguardada volta aos palcos mineiros. Para essa data tão especial, o grupo recebe a Orquestra Ouro Preto, solidificando uma parceria de sucesso que nasceu há dois anos. O encontro acontece no dia 24 de outubro, às 16h, no Sesc Palladium. Os ingressos já estão à venda.

O show promove o encontro entre dois dos maiores grupos mineiros em suas respectivas áreas. Um presente especial para o público e uma oportunidade única para enriquecimento da cultura musical e pessoal de crianças e adultos. O repertório conta com sucessos como “Bicho de Bocão”, “Lá vai Chapeuzinho”, “Rock da Barata”, “Urso, Borboleta Azul”, “Dragão” e muitos outros.

A proposta é aliar canções de sucesso do grupo Pé de Sonho com a alta qualidade da OOP, representante legítima da música sinfônica produzida no país. Tudo isso para proporcionar uma marcante e inesquecível experiência sensorial, com a utilização de sonoridades inusitadas e instigantes, onde reinam a emoção, a diversão e a alegria. O resultado é um clima de leveza, encanto e ousadia de forma a envolver crianças e adultos nesse universo lúdico e musical.

“Quando tocamos com uma orquestra, entramos em um universo diferente, a performance é mais cuidadosa, seguimos um ritmo mais complexo, leve e grandioso. Temos certeza que o público vai apreciar entrar nessa outra esfera com a gente”, ressalta Geovane Sassá, que fica por conta da voz e percussão do Grupo. A cantora Lia Lopes, de 14 anos, complementa que “o jeito que o som do grupo e da orquestra se complementam é perfeito, resultando em um trabalho incrível. O som fica magnífico”.

Essa feliz parceria conquistou um lugar especial na música infantil mineira. A atitude de criar releituras orquestrais das canções do Pé de Sonho exprime a estima com que o grupo trata a infância e o respeito pela visão de mundo da criança. A capacidade dela de intervir no ambiente e trocar experiências de forma leve, espontânea e surpreendente é perfeitamente compatível com a complexa, profunda e tocante sonoridade da Orquestra. Isso se torna perceptível com os arranjos especialmente elaborados por Weber Lopes e Tim Rescala, além da condução precisa e sensível do maestro Rodrigo Toffolo.

Para Weber Lopes, compositor e músico do Pé de Sonho, a parceria permite que as músicas ganhem um novo ambiente sonoro. “Isso permite uma releitura muito interessante das canções com os arranjos elaborados. É um grande presente trabalhar com o Tim Rescala e dividir esse processo com ele. Pra gente tem sido incrível proporcionar essa nova perspectiva para as crianças e trazer o público infantil para conhecer a orquestra”, completa.

O show acontece por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura e tem o patrocínio da CEMIG.

Sobre o Grupo Pé de Sonho

Liderado pelos músicos Weber Lopes e Geovanne Sassá, o Pé de Sonho se destaca pela qualidade e inventividade musical. O grupo tem conquistado o público infantil, pais e educadores que prezam por uma formação qualificada na infância por meio de canções curiosas, estimulantes e provocadoras, que ampliam e reforçam a mágica do seu universo.

Nos shows, a intimidade com a plateia é uma das tônicas. Todos se sentem à vontade e a distância entre grupo e audiência é quebrada pela própria dinâmica das músicas, que enlaçam as crianças e conquistam o adulto. O repertório é formado por canções como Saci, Que bicho Será?, Dragão, Lá vai Chapeuzinho e Zigfrida, além de sucessos como Bicho de Bocão, Cadê Clarisse e Rock da Barata.

Composto por crianças, adolescentes e adultos, o grupo  é formado por Weber Lopes (violão, voz, arranjos e composições), Geovanne Sassá (percussão, voz e performance), Sarah Lopes (voz e performance), Maria Almeida (voz e performance), Amora Nunes (voz e performance), Lia Lopes (voz e performance), Sâmi Nunes (voz) e tem a participação especialíssima de Kristoff Silva (voz). Além disso, conta com o apoio dos músicos Ivan Corrêa (baixo), Rogério Delayon (violão e guitarra) e Ricardo Cheib (percussão e bateria).

O grupo prepara o lançamento, em breve, do seu terceiro CD.

Sobre a Orquestra Ouro Preto

Uma das mais prestigiadas formações orquestrais do país, a Orquestra Ouro Preto tem como diretor artístico e regente titular o Maestro Rodrigo Toffolo. Premiado nacionalmente, o grupo vem se apresentando nas principais salas de concerto do Brasil e do mundo.

Criada em 2000, a Orquestra Ouro Preto tem atuação marcada pelo experimentalismo e ineditismo, sob os signos da excelência e da versatilidade. Em sua trajetória, destaca-se a presença em todo o território nacional e nas principais capitais do país, como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Recife, Manaus, Curitiba, Porto Alegre, João Pessoa, Salvador e Natal. No exterior, sua qualidade foi comprovada em turnês de sucesso, com presença de grande público em apresentações na Inglaterra, Portugal, Espanha, Argentina e Bolívia.

Possui onze trabalhos registrados em CD e sete em DVD: Latinidade (2007), Oito Estações – Vivaldi e Piazzolla (2013), Valencianas: Alceu Valença e Orquestra Ouro Preto (2014), Antonio Vivaldi – Concerto para Cordas (2015), Orquestra Ouro Preto – The Beatles (2015), Latinidade: Música para as Américas (2016), Música para Cinema (2017), O Pequeno Príncipe (2018), Suíte Masai (2019) e Quem Perguntou Por Mim: Fernando Brant e Milton Nascimento (2019).

Em sua discografia destaca-se o Prêmio da Música Brasileira 2015, na categoria Melhor Álbum de MPB, a indicação ao Grammy Latino 2007, como Melhor Disco Instrumental por Latinidade, e a distribuição mundial dos discos Latinidade – Música para as Américas e Antônio Vivaldi – Concerto para Cordas pela gravadora Naxos, a mais importante do mundo dedicada à música de concerto.

SERVIÇO:

Show Pé de Sonho e Orquestra Ouro Preto

Local: SESC Palladium, na av. Augusto de Lima 420, Centro

Data: dia 24 de outubro, domingo, às 16h

Ingressos à venda na bilheteria do teatro ou pelo sympla.com.br Segue o link https://bileto.sympla.com.br/event/69057

Cemig

De onde vem a nossa força?

 A Cemig, maior patrocinadora cultural de Minas Gerais, acredita na importância e na valorização da arte e da cultura para o desenvolvimento humano, econômico e social de uma população como possibilidade do alcance de um futuro melhor para as novas gerações.

 A preocupação da empresa em promover a socialização e a democratização do acesso aos bens culturais do estado se baseia principalmente no compromisso da Cemig com a transformação social e inclusão, uma oportunidade de dialogar e trazer melhorias para a comunidade.

 Nossa força também vem da cultura. Saiba mais em www.cemig.com.br

Artigo anteriorGoverno sanciona lei que cria autoridade de segurança nuclear
Próximo artigoRestaurante O Jardim completa um ano com jantar especial em que o chef Caio Soter convida Pedro Benoliel
■ Jornalismo: Jornalista há mais de 15 anos, Editor e um dos fundadores do jornal [ Brasil Agora (B.A) ] - [BH/MG/Brasília-DF] - Ano: 2015 ■ Filiado: Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ | SJPMG) - Federação Internacional dos Jornalistas (FIJ) & na Ordem dos Jornalistas do Brasil (OJB) ■ Diretor em Minas Gerais da Associação de Imprensa Nacional (AIN) e apoio no setor Jurídico. _____________________________________________________________________ ■ Publicidade & Divulgação de Notícias MKT: Publicitário e Diretor [ Agência Grupo Conteúdo (GC) - Administradora de Jornais / Sites ] _____________________________________________________________________ ■ Advocacia: Advogado Gestor [ FJB Advocacia - Assistência Jurídica & Empresarial / Digital ] - "Associação dos Advogados Empreendedores - (AAE/OAB)". _____________________________________________________________________ ■ Canal 'Crítica Musical' com Felipe de Jesus (YouTube): https://www.youtube.com/channel/UCIWDiTUL9F-xlKwov43B5nQ _____________________________________________________________________ ■ Formação Acadêmica (Graduações): Apaixonado pela área acadêmica, Felipe de Jesus é Jornalista (Faculdade Estácio de Sá - BH/MG), Publicitário (Instituto Politécnico-SP), Teólogo (Faculdade ESABI), Sociólogo (Faculdade Polis das Artes), Economista (USIP) & Advogado (FACSAL). Tem Mestrado em Comunicação Social: Jornalismo e Ciências da Informação (UEMC) e atualmente cursa Eng. de Telecom. (Faculdade Nossa Senhora Aparecida) e Bacharelado em Ciências Musicais (Música) pela FACOR/MG. _____________________________________________________________________ Com larga experiência em coberturas da área de Cultura (Jornal & Assessoria de Imprensa): Shows, lançamentos de álbuns, livros e exposições de arte, trabalhou durante anos, também, fazendo coberturas e matérias na área de Economia (ao qual acabou se graduando posteriormente). Atualmente, além de editorar alguns portais de notícia no país, ser redator e administrador, escreve duas colunas semanais. Com a "Crítica Musical" (coluna que está no CulturalizaBH - Portal Uai ao qual é editor e financeiro) e a coluna "Opinião & Comportamento", que durante anos ficou no portal da RedeTV e hoje está no portal "Rondônia Digital". Desta coluna, surgiu o E-book: "Sociedade Conectada: A Influência da Internet no Cotidiano" - Ed. Escrita Certa (2019). "A escrita é a minha maior paixão" (Felipe de Jesus). ________________________________________________________________________ [ Siga o Instagram: @felipe_jesusjornalista ]