Entenda as diferenças entre os tipos de lipoaspiração famosas no mercado

0
486

Técnicas possuem diferenças que são mostradas após o resultado final

A lipoaspiração, cirurgia que aspira gordura localizada, é um método antigo, mas que ao passar dos anos, se modernizou e é constantemente aprimorada com novas tecnologias.

Hoje, as cânulas grossas que eram utilizadas para sugar a gordura vêm sendo substituídas por versões mais finas e acessórios que vibram e emitem laser. Esses mecanismos já são utilizados por médicos nos diferentes tipos de lipoaspiração do mercado atual.

Porém, embora existam diferentes tipos de técnicas, os cirurgiões plásticos explicam que não há consenso em qual tratamento é melhor em relação ao outro. “A melhor opção vai depender do seu corpo e de qual técnica o seu cirurgião tem conhecimento para realizar”, afirma Jorge Menezes, cirurgião plástico na clínica Esthetic Care em Belo Horizonte.

Mas você sabe a diferença entre cada uma delas? Veja abaixo e os resultados prometidos em cada procedimento.

Confira:

Lipo LAD (lipoaspiração de alta definição): Também conhecida como lipo HD, a ideia do procedimento é esculpir o corpo. Em vez de tirar gordura de forma mais ampla, retira-se nas junções da musculatura para ficar mais evidente. Porém, algumas pacientes acabam fazendo em busca de uma certa imagem corporal, e nem todos os casos são passíveis da técnica ser realizada.

Lipo a laser: Nesse procedimento, são utilizadas ondas de laser para romper células que armazenam gordura. Há vários tipos de equipamentos diferentes com o uso do laser. Dependendo de qual, é possível utilizar a gordura para fazer os enxertos. Nesse caso, a gordura do próprio paciente é utilizada em outras regiões do corpo.

Mini lipo: Também é conhecida como lipo light, é uma lipoaspiração realizada em regiões menores do corpo, que necessita apenas anestesia local ou peridural. O nome foi criado para o paciente se sentir mais confortável para fazer o procedimento, mas ela é uma cirurgia comum como as outras. Geralmente, as áreas mais recomendadas são papada e debaixo do braço.

Vibrolipo: Com essa tecnologia, a cânula vibra, ajudando a quebrar a gordura e aspirar mais facilmente. Nessa técnica, o médico faz menos esforço.

Cuidados ao escolher o tipo de procedimento

Embora a lipo possa parecer um procedimento simples pela quantidade de mulheres, dentre elas várias celebridades, que compartilham os resultados da operação, ela é uma cirurgia como as outras e, sendo assim, pode oferecer riscos. Para tanto, é recomendado sempre realizar uma cirurgia com um profissional membro da SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica). Também é importante que a lipoaspiração seja realizada em ambiente hospitalar, a fim de promover maior segurança para os pacientes. O cirurgião plástico deve explicar, em detalhes, os riscos associados à cirurgia, assim como os cuidados que você deverá tomar antes e depois.

Fonte: Dr Jorge Antônio de Menezes, Cirurgião Plástico titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, Mestre em Cirurgia Plástica pela Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP – Escola Paulista de Medicina, 2017. Membro titular da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia. Proprietário da Esthetic Care – Clínica de Cirurgia Plástica e Medicina Estética. CRM – MG 19854

Artigo anteriorMaternidade após os 40 anos requer cuidados especiais
Próximo artigoVacina contra Covid 19 traz esperança ao país, confira principais mitos que circulam sobre o imunizante
■ Jornalismo: Editor e fundador do jornal [ Brasil Agora (B.A) ] - [BH/MG/Brasília-DF] - Ano: 2015 - Filiado: FENAJ & FIJ | AIN | SINAJ | Abramídia | UBI ______________________________________________________________________ ■ Publicidade & Divulgação de Notícias MKT - Diretor [ Grupo Conteúdo (GC) ] ______________________________________________________________________ ■ Advocacia: Gestor Adv. [ FJB Advocacia - Assistência Jurídica & Empresarial / Digital ] - "Associação dos Advogados Empreendedores - (AAE/OAB)". ______________________________________________________________________ ■ Graduado: Apaixonado pela área acadêmica, Felipe de Jesus é formado em Jornalismo pela (Faculdade - FESBH), Publicidade & Propaganda (Instituto Politécnico de São Paulo), Teólogo (Faculdade ESABI/BH-MG), Sociologia (Faculdade Polis das Artes/SP), Economia (Universidade USIP), Direito/Advocacia (FACSAL/MG) , Ms. em Comunicação Social: Jornalismo e C.Informação (Univ. UEMC) e atualmente cursa Engenharia de Redes & Telecomunicações - Seg. Digital (FCCNA). ______________________________________________________________________ Com larga experiência em coberturas da área de Cultura (Jornal & Assessoria de Imprensa): Shows, lançamentos de álbuns, livros e exposições de arte, trabalhou durante anos, também, fazendo coberturas e matérias na área de Economia (ao qual acabou se graduando posteriormente). Atualmente, além de editorar alguns portais de notícia no país, ser redator e administrador, escreve duas colunas semanais. Com a "Crítica Musical" (coluna que está no CulturalizaBH - Portal Uai ao qual é editor e financeiro) e a coluna "Opinião & Comportamento", que durante anos ficou no portal da RedeTV e hoje está no portal "Rondônia Digital". Desta coluna, surgiu o E-book: "Sociedade Conectada: A Influência da Internet no Cotidiano" - Ed. Escrita Certa (2019). "A escrita é a minha maior paixão" (Felipe de Jesus). ______________________________________________________________________ [ Siga o Instagram: @felipe_jesusjornalista ]