Como evitar aborrecimentos com a compra de carros seminovos pela internet?

0
474

Especialista dá dicas para não cair em golpes e adquirir o seu veículo com o máximo de segurança!

Uma das principais preocupações de quem pensa em comprar ou vender um veículo pela internet é se proteger dos famosos golpes. Neste período de pandemia, a procura pela compra de veículos seminovos disparou devido aos cuidados com a prevenção da COVID e outros fatores econômicos. Com o crescimento das vendas online, consequentemente aumentaram muito os golpes pela internet.

Muitas vezes, entre tantas possibilidades atrativas, identificar as que são realmente seguras pode não ser uma tarefa fácil, pois os golpes estão cada vez mais elaborados e difíceis de identificar.

Nessas situações, uma economia pode sair cara no final. “Os anúncios falsos com carros de procedência duvidosa e documentos alterados são os golpes mais comuns quando se trata de vendas de veículos seminovos ou usados pela internet. A melhor forma de evitar cair nessas ciladas é saber como se prevenir e conhecer o que fazer na hora de adquirir ou vender um carro por meio dessas plataformas online”, alerta Rosemeire Moura, diretora financeira da ASSOVEMG.

A especialista alerta em primeiro lugar sobre o cuidado com os anúncios falsos. “Viu um veículo com uma promoção incrível, mas ao pesquisar percebeu que o valor está muito abaixo do mercado? É melhor ficar atento! Nesses casos, os golpistas costumam usar artifícios para reduzir a desconfiança do comprador, afirmando que precisam apenas de um sinal em dinheiro para confirmar a compra, e desaparecem depois. Ela ainda acrescenta que outros até mentem dizendo que trabalham para lojas conhecidas, para convencer o interessado e passar mais credibilidade.

Uma outra prática muito comum entre os golpistas são os pagamentos fantasmas, em que o comprador não efetua o acerto e desaparece, mas Rosemeire lembra que quem deseja vender carros na internet também deve ficar atento. “Normalmente, o golpista simula uma transação financeira e apresenta um comprovante falso, para levar o vendedor a preencher o recibo de compra e venda, e depois de oficializar a ação, ele desaparece sem ter realmente depositado o dinheiro. Para não cair nessa cilada, o ideal é sempre garantir que o dinheiro entrou na conta bancária antes de vender o carro”.

Ainda de acordo com a diretora financeira da Assovemg, também é preciso tomar cuidado com a compra de veículos roubados. Nesses casos, eles também são vendidos bem abaixo do valor de mercado, porque a principal intenção dos golpistas é fazer o veículo “sair rápido” e transferir as futuras consequências para outra pessoa. “Quem efetua esse golpe troca as placas dos veículos enganando os compradores que não se preocupam em checar os demais dados de identificação e acabam comprando os veículos com restrições de furto ou roubo”, explica Rosemeire Moura.

Cuidados com revendas falsas

Por último, Rosemeire cita o golpe dos veículos consignados, aplicado por lojas de carros com reputação duvidosa. “Elas procuram anúncios de venda de veículos, entram em contato com o dono e o convencem a deixar seu veículo em consignação, afirmando que consegue vender rápido e possui clientes interessados naquele modelo, por preços até maiores. Em seguida, a loja vende o veículo, falsifica seus documentos e utiliza procuração de venda falsa, alegando ao dono que o carro foi roubado. A loja também pode vender o veículo e não entregar ao comprador, mas embolsando o dinheiro, alegando que o carro foi furtado na loja, sumindo em seguida”.

Por isso, ela lembra a importância de procurar sempre por uma revenda de veículos seminovos credenciada à Assovemg para garantir a compra ou venda segura do seu veículo. “Todos os nossos associados passam por uma avaliação rigorosa antes de se filiar, pois um dos principais objetivos da ASSOVEMG é trazer a segurança ao consumidor de que está adquirindo seu veículo em uma revenda séria, garantiu a diretora financeira.

Fonte: Rosimeire Moura, diretora financeira na ASSOVEMG.

Artigo anteriorNão somos bilíngues, e daí?
Próximo artigoQual é o impacto do cancelamento para a saúde mental das pessoas?
■ Jornalismo: Editor e fundador do jornal [ Brasil Agora (B.A) ] - [BH/MG/Brasília-DF] - Ano: 2015 - Filiado: FENAJ & FIJ | AIN | SINAJ | Abramídia | UBI ______________________________________________________________________ ■ Publicidade & Divulgação de Notícias MKT - Diretor [ Grupo Conteúdo (GC) ] ______________________________________________________________________ ■ Advocacia: Gestor Adv. [ FJB Advocacia - Assistência Jurídica & Empresarial / Digital ] - "Associação dos Advogados Empreendedores - (AAE/OAB)". ______________________________________________________________________ ■ Graduado: Apaixonado pela área acadêmica, Felipe de Jesus é formado em Jornalismo pela (Faculdade - FESBH), Publicidade & Propaganda (Instituto Politécnico de São Paulo), Teólogo (Faculdade ESABI/BH-MG), Sociologia (Faculdade Polis das Artes/SP), Economia (Universidade USIP), Direito/Advocacia (FACSAL/MG) , Ms. em Comunicação Social: Jornalismo e C.Informação (Univ. UEMC) e atualmente cursa Engenharia de Redes & Telecomunicações - Seg. Digital (FCCNA). ______________________________________________________________________ Com larga experiência em coberturas da área de Cultura (Jornal & Assessoria de Imprensa): Shows, lançamentos de álbuns, livros e exposições de arte, trabalhou durante anos, também, fazendo coberturas e matérias na área de Economia (ao qual acabou se graduando posteriormente). Atualmente, além de editorar alguns portais de notícia no país, ser redator e administrador, escreve duas colunas semanais. Com a "Crítica Musical" (coluna que está no CulturalizaBH - Portal Uai ao qual é editor e financeiro) e a coluna "Opinião & Comportamento", que durante anos ficou no portal da RedeTV e hoje está no portal "Rondônia Digital". Desta coluna, surgiu o E-book: "Sociedade Conectada: A Influência da Internet no Cotidiano" - Ed. Escrita Certa (2019). "A escrita é a minha maior paixão" (Felipe de Jesus). ______________________________________________________________________ [ Siga o Instagram: @felipe_jesusjornalista ]