TIANASTÁCIA LANÇA “VERÃO”, SEGUNDO EP DO NOVO DISCO, CELEBRANDO PARCERIA COM LIMINHA

Tianastácia – Crédito: Alexandre Neves.


Ex-baixista dos Mutantes e um dos maiores produtores do Brasil, Liminha comandou os trabalhos de “Sonhos Loucos”, 13º álbum da banda

Nesta segunda, 10 de fevereiro, o Tianastácia lançou “Verão”, novo single do disco que celebra os 25 anos de carreira da banda. É a estreia de Dudu Azevedo (baterista) como compositor, ao lado do produtor musical Liminha e dos outros integrantes: Podé Nastácia (vocalista), Beto Nastácia (baixista), Antônio Júlio Nastácia (guitarrista).

“Sabe a criança aí no seu coração? Não deixe que a vida envelheça”. O recado dado em “Verão” é muito claro e direto: precisamos levar a vida com leveza e valorizar tudo o que é simples. Em uma levada “pra cima”, que reúne uma melodia envolvente e dançante, o quarteto dá recados como “tudo é mais tranquilo se a gente quiser, a vida vem batendo demais”.

O baterista não esconde a felicidade em participar desse projeto. “Eu me preparei a vida toda para ser um músico digno de uma grande banda. Ter uma música gravada no estúdio Nas Nuvens, onde grandes álbuns brasileiros, dos maiores artistas, já foram registrados, é uma honra e um privilégio. O engenheiro de gravação e mixagem, Daniel Alcoforado, abrilhantou ainda mais o processo como um todo. Quer saber? Nós merecemos estar aqui, porque não temos freio para trabalhar e a criatividade pulsa no ritmo de uma arte incessante. Nosso disco vai longe”, comemora o ator e músico.

“Por incrível que pareça, embora o Dudu seja um exímio baterista, ele também gosta de criar melodias no violão. Ao ‘rascunhar’ o que veio a ser Verão, acabou nos despertando uma ideia de letra que refletisse sobre o simples, sobre o que importa na vida”, conta o baixista Beto Nastácia.

Dudu Azevedo no Tianastácia

Na turnê em que celebram 25 anos de carreira, o conjunto convidou Dudu Azevedo Nastácia, que prontamente aceitou o desafio. “Tocar em uma banda como o Tianastácia é a realização de um sonho. Algo que imaginei e desejei a vida inteira e finalmente estou realizando”, afirma Dudu.

“Vamos fazer um novo capítulo da história do nosso rock e levaremos a música mineira para os quatro cantos do país. Somando a verdade daquilo que acreditamos, à intensidade do nosso trabalho e ao ‘amor pela camisa’, o universo há de conspirar para que o rock raiz ganhe sobrevida e aqueça o coração do público brasileiro – e é isso que faremos”, comentam Podé, Beto e Antônio Júlio empolgados com essa nova etapa e a parceria com Dudu.

O disco novo

O 13º disco da carreira conta com produção do Liminha e participações de Dinho Ouro Preto e Samuel Rosa. Ao todo, são oito regravações – algumas com novos arranjos -, e cinco canções inéditas, totalizando 13 faixas.

Dinho Ouro Preto canta “Profana” e Samuel Rosa dá uma cara nova a “Cabrobró”, grande sucesso do Tia. Ainda tem Milton Guedes com sua poderosa gaita em “Rama” e Rodrigo Tavares nos teclados de “O Sol”. “Daqui pra frente temos o mundo para conquistarmos, o céu como limite, além dos palcos e de muita música boa para inventarmos”, comemora Podé. Todo dia 10 uma música do disco novo será lançada em todas as plataformas de streaming.

Clipe https://www.youtube.com/watch?v=lebo_8u8_wY
Música: https://open.spotify.com/album/5moglpLUibnI7zR78VSNW0?si=Kpwhj5tJQKytghEXecFD7A

Total
1
Shares
Deixe um comentário
Próximo Artigo

Toxina botulínica é grande aliada no combate ao suor excessivo

Artigo Anterior

Defesa Civil remove 80 famílias de área de risco em Ouro Preto

Relacionados