Empresários e consumidores de Belo Horizonte protestam contra excesso de impostos nos remédios

0
410

Brasileiros pagam em média 42% em impostos no ano; nos medicamentos, tributos somam 32% do preço final

Na próxima segunda-feira, 27 de maio, a Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH), empresários, entidades de classe e a população, farão um protesto contra a elevada carga tributária incidente sobre os remédios. A ação marca o início da semana em que é comemorado o Dia Livre de Impostos (DLI).

De acordo com o Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), em um ranking de 30 países, o Brasil é o 14º que mais arrecada imposto e o último que melhor retorna o dinheiro para a população. Os brasileiros pagam 42% do rendimento bruto em imposto. Trabalhamos, em média, 153 dias por ano, só para pagar encargos. No setor de medicamentos, de maio 2018 a abril 2019, o mercado movimentou R$118,5 bilhões. Desse montante, R$39 bilhões correspondem a impostos.

O evento contará com a participação do presidente da CDL/BH, Marcelo de Souza e Silva; de representantes da Associação de Diabetes Infantil (ADI); do presidente do Instituto de Formação de Líderes (IFL), Lucas Vidigal; dos deputados estaduais Guilherme Cunha e Laura Serrano e do vereador Mateus Simões.

Pauta
O quê: Manifesto contra impostos nos medicamentos
Onde: praça Hugo Werneck, 450, Santa Efigênia, BH/MG (em frente a Santa Casa e o hospital São Lucas)
Quando: dia 27, segunda-feira, das 11h às 12h

Sugestão de fontes:

• Marcelo de Souza e Silva, presidente da CDL/BH
• Mateus Simões, vereador da Câmara Municipal de BH
• Silvia Araujo Negrão de Lima, diretora Administrativa da Araujo

Foto:Impostômetro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui