Unicesumar lança curso de português gratuito para migrantes e refugiados

0
2960

Foto: Refugiados Marcelo Brandt

Acolher, empoderar e transformar por meio da comunicação. Essa é uma síntese dos objetivos do curso de língua portuguesa, elaborado pela Unicesumar em parceria com a Agência das Nações Unidas para migrações (OIM/ONU), ofertado na modalidade a distância e 100% gratuito, destinado a migrantes e refugiados que moram no Brasil.

O curso é de nível intermediário e possui três módulos de 80 horas cada, totalizando 240 horas de aula. O conteúdo foi estruturado por meio de módulos que visam o gradativo desenvolvimento das capacidades comunicativas, especialmente de leitura e escrita. O aluno deve fazer sua matrícula nos três módulos disponíveis, sendo um módulo pré-requisito para o outro. A partir do início de cada módulo, o estudante tem, no mínimo, 30 e, no máximo, 60 dias para a realização de cada etapa. Seguindo o padrão pedagógico de excelência da EAD Unicesumar, o aluno tem a sua disposição os seguintes recursos didáticos em cada módulo: livro online, aulas expositivas, aulas de estudo de caso (resolução de exercício), atividades de comunicação e interação e atividade avaliativas.

Para obter o certificado, o aluno terá que realizar as atividades avaliativas, bem como atingir no mínimo 60% de aproveitamento de cada um dos módulos. A capacitação ajudará o imigrante e refugiado a desenvolver habilidades sociais por meio da aprendizagem do idioma brasileiro, gerando assim interação entre pessoas e grupos em diversos contextos e necessidades, além de proporcionar a compreensão de diferentes gêneros textuais. “Esse curso é mais uma evidência do poder de transformação da educação.

A educação abre portas para novas oportunidades e, no caso dos alunos migrantes, para recomeços de vida. Assim a Unicesumar cumpre o seu papel educacional e social”, afirma Weslley Matos, diretor de Relações Institucionais da Unicesumar. Para a coordenadora do departamento de Responsabilidade Social da Unicesumar, Francielli Muller, essa é mais uma iniciativa que visa apoiar e minimizar os desafios enfrentados pelos refugiados que chegam ao Brasil. “Desenvolvemos na Unicesumar o Programa de Apoio ao Imigrante e Refugiado, que, dentre outros projetos, oferece o curso de Português para o imigrante e refugiado. Estamos estendendo nossa atuação e possibilitando que mais pessoas tenham acesso à língua portuguesa e de modo mais facilitado, por meio desse curso na modalidade a distância”, explica a coordenadora.

A instituição, por meio do departamento de Responsabilidade Social e Instituto Unicesumar, desenvolve desde 2016, o Programa de Apoio a Imigrantes e Refugiados. A iniciativa já ofereceu cursos profissionalizantes de Servente de Pedreiro, Conserto e Costura, Culinária e Português. Além da capacitação profissional, a Unicesumar também ofereceu workshops sobre elaboração de currículo e aproveitamento de alimentos, além de oferecer bolsas de estudo para graduação na modalidade EAD.

No Rio de Janeiro, a coordenadora dos polos Unicesumar da Zona Oeste e Baixada, Patricia Gavinho, abraçou a educação como projeto de vida e, desde então, já foram mais de 30.000 alunos formados em cursos superiores, EAD. Agora, com a pandemia e o isolamento social, apoia migrantes e refugiados, afinal todos somos iguais.

Artigo anteriorEm meio à crise, Empresa Mineira de Geração Distribuída (EMGD) inicia suas atividades com investimento de R$25 milhões
Próximo artigoTodos estão acostumados a planejar o trabalho, o fim de semana, a carreira, mas, dificilmente, as pessoas fazem um planejamento pessoal, antes mesmo de definir as suas metas profissionais
■ Jornalismo: Editor e fundador do jornal [ Brasil Agora (B.A) ] - [BH/MG/Brasília-DF] - Ano: 2015 - Filiado: FENAJ & FIJ | AIN | SINAJ | Abramídia | UBI ______________________________________________________________________ ■ Publicidade & Divulgação de Notícias MKT - Diretor [ Grupo Conteúdo (GC) ] ______________________________________________________________________ ■ Advocacia: Gestor Adv. [ FJB Advocacia - Assistência Jurídica & Empresarial / Digital ] - "Associação dos Advogados Empreendedores - (AAE/OAB)". ______________________________________________________________________ ■ Graduado: Apaixonado pela área acadêmica, Felipe de Jesus é formado em Jornalismo pela (Faculdade - FESBH), Publicidade & Propaganda (Instituto Politécnico de São Paulo), Teólogo (Faculdade ESABI/BH-MG), Sociologia (Faculdade Polis das Artes/SP), Economia (Universidade USIP), Direito/Advocacia (FACSAL/MG) , Ms. em Comunicação Social: Jornalismo e C.Informação (Univ. UEMC) e atualmente cursa Engenharia de Redes & Telecomunicações - Seg. Digital (FCCNA). ______________________________________________________________________ Com larga experiência em coberturas da área de Cultura (Jornal & Assessoria de Imprensa): Shows, lançamentos de álbuns, livros e exposições de arte, trabalhou durante anos, também, fazendo coberturas e matérias na área de Economia (ao qual acabou se graduando posteriormente). Atualmente, além de editorar alguns portais de notícia no país, ser redator e administrador, escreve duas colunas semanais. Com a "Crítica Musical" (coluna que está no CulturalizaBH - Portal Uai ao qual é editor e financeiro) e a coluna "Opinião & Comportamento", que durante anos ficou no portal da RedeTV e hoje está no portal "Rondônia Digital". Desta coluna, surgiu o E-book: "Sociedade Conectada: A Influência da Internet no Cotidiano" - Ed. Escrita Certa (2019). "A escrita é a minha maior paixão" (Felipe de Jesus). ______________________________________________________________________ [ Siga o Instagram: @felipe_jesusjornalista ]