Prefeitura de Belo Horizonte lança Carnaval de BH como o maior da história

0
738

Foi dada a largada para o Carnaval 2019 de Belo Horizonte! A capital mineira deve viver um dos maiores carnavais de sua história. A prefeitura espera, neste ano, mais de 4,6 milhões de foliões na cidade. Para apresentar os detalhes, a Empresa Municipal de Turismo de Belo Horizonte (Belotur) organizou uma coletiva de imprensa nesta quarta-feira, 13 de fevereiro.

Serão 23 dias de pura folia, a partir do próximo sábado, 16 de fevereiro, com encerramento somente no dia 10 de março, quando terminam os desfiles dos blocos de rua. O prefeito Alexandre Kalil (PHS) falou sobre a alegria da festa, mas lembrou do momento de tristeza com a tragédia da Vale em Brumadinho. “Obviamente, o carnaval não será o mesmo dos anos anteriores, ele será muito maior, mas muito triste. Acontece que ele se tornou um evento da cidade, a vida tem que seguir o seu fluxo, por mais dolorido que seja este momento”, afirma. Perguntado se já escolheu em qual bloco vai desfilar, o prefeito brincou: “Qual bloco? O bloco dos lençóis e travesseiros”.

Estrutura

O carnaval de rua de Belo Horizonte cresceu muito nos últimos anos e a aposta para 2019 é que seja 20% maior que 2018. O número de blocos de rua e de escolas de samba cadastrados também cresceu. No ano passado, 420 blocos desfilaram e neste ano serão 515. O número de escolas de samba passou de quatro para oito em dois anos. Com o crescimento, aumentou também a preocupação com a infraestrutura. Para dar suporte aos foliões, serão mais de 6 mil banheiros químicos, além de outros 3,6 mil banheiros móveis e 250 para portadores de necessidades especiais. Serão oito palcos com shows gratuitos, desfiles de escolas de samba, blocos caricatos e centenas de eventos paralelos.

O presidente interino da Belotur, Gilberto Castro, pediu ajuda para cuidar do carnaval de BH. “Algumas reportagens vêm destacando que temos o melhor carnaval do Brasil. A PBH, órgãos do Estado e todos os envolvidos têm se dedicado para sermos o melhor carnaval do país, e estamos trabalhando para isso. Porém, antes de tudo, queremos oferecer para os foliões a melhor festa para cada um. Queremos fazer o melhor carnaval de BH e acredito muito que estamos cumprindo esse papel, fazendo muito bem nosso dever de casa”, afirmou.

Já na segurança, o número de policiais segue o mesmo que o do ano passado. O coronel Anderson Oliveira afirmou que a Polícia Militar vai investir em tecnologia e inteligência para atender a uma demanda maior. “Serão 8.500 policiais nas ruas, podendo ser remanejado mais efetivo da Região Metropolitana de Belo Horizonte, de acordo com a necessidade, mas o foco é a utilização da tecnologia agregada ao policiamento”, garante.

Catadores de recicláveis atuarão em 12 blocos

Uma ação inédita neste ano vem da Superintendência de Limpeza Urbana (SLU), que fez parceria com catadores de materiais recicláveis para atuarem em 12 blocos. Serão cerca de 130 trabalhadores, divididos em grupos de 30 a 50 pessoas, que farão o recolhimento de latinhas de alumínio e garrafas PET nos blocos Volta Belchior; Quando Come se Lambuza; Bloco da Calixto; Alô, abacaxi!; Pacato Cidadão; Angola Janga; Unidos do Barro Preto; Havayanas Usadas; Garotas Solteiras; Pisa na Fulô; Juventude Bronzeada; e Ordinários. A cidade agradece e o meio ambiente também! O ideal é que cada folião disponha seus resíduos corretamente nas lixeiras já existentes na cidade ou leve uma sacolinha plástica e recolha seu próprio lixo.

Confira a programação do carnaval 2019 em Belo Horizonte!

Artigo anteriorProjeto COLD HOT – EDIÇÃO BRASILIDADES: JÁ É CARNAVAL
Próximo artigoFolia em BH: Cerca de 5 milhões de pessoas são esperadas no Carnaval da cidade
Editor e fundador do Jornal Brasil Agora [BH/MG/Brasília-DF] - Ano: 2015 Diretor do 'Grupo Conteúdo' - Agência de Notícias | Publicidade & Marketing Digital. Siga o Instagram e leia outras matérias e artigos:@felipe_jesusjornalista. ______________________________________________________________________________________________ Formado em Jornalismo pela (Faculdade - FESBH), Publicidade & Propaganda (Instituto Politécnico de São Paulo), Relações Públicas (Universidade UIB/EUA), Teólogo (Faculdade ESABI/BH-MG), Sociologia (Faculdade Polis das Artes/SP), Economia (Universidade UNIP/SP), Bacharel em Direito (Universidade - UNIESP/FACSAL-BH/MG) e Ms. em Comunicação Social: Jornalismo e Ciências da Informação (Univ. UEMC/Espanha). Com larga experiência em coberturas da área de Cultura (Jornal & Assessoria de Imprensa): Shows, lançamentos de álbuns, livros e exposições de arte, trabalhou durante anos, também, fazendo coberturas e matérias na área de Economia (ao qual acabou se graduando posteriormente). Atualmente, além de editorar alguns portais de notícia no país, ser redator e administrador, escreve duas colunas semanais. Com a "Crítica Musical" (coluna que está no CulturalizaBH - Portal Uai ao qual é editor e financeiro) e a coluna "Opinião & Comportamento", que durante anos ficou no portal da RedeTV e hoje está no portal "Rondônia Digital". Desta coluna, surgiu o E-book: "Sociedade Conectada: A Influência da Internet no Cotidiano" - Ed. Escrita Certa (2019). "A escrita é a minha maior paixão" (Felipe de Jesus). ______________________________________________________________________________________________ [ Siga o Instagram: @felipe_jesusjornalista ]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui