3 erros comuns que um líder precisa evitar

0
256

Especialista indica que principais atitudes inadequadas podem partir do líder e prejudicar toda a estrutura de um negócio

Geralmente, a liderança de uma empresa é a famosa “alma do negócio”. Toda a estrutura da equipe depende das decisões do líder e, em muitos casos, um simples erro pode atrapalhar todo o andamento do trabalho e os resultados esperados. Por isso, essa é uma parte fundamental que merece todo cuidado e uma margem mínima de erros.

Porém, segundo André Bax, especialista em gestão empresarial, algumas atitudes são mais comuns do que se imagina e devem ser evitadas. “Às vezes, no começo do negócio, é mais comum perceber a preocupação em evitar esses erros. Mas quando se consegue mais experiência, isso pode acabar passando despercebido. Por isso, é necessário sempre ficar atento a esses detalhes para evitar imprevistos”, diz.

André acrescenta que muitos líderes cometem erros clássicos por não saberem distinguir o que realmente vai funcionar em seu negócio. “É preciso pensar que, assim como cada pessoa, cada empresa também possui uma personalidade e um objetivo. Então, tudo isso deve ser levado em consideração antes de tomar uma decisão. Ou seja, não existe uma ‘receita de bolo’. É necessário analisar, planejar e perceber o que realmente são as atitudes ideais para a empresa e todos os seus colaboradores”, destaca.

Principais erros

Para entender melhor esses erros clássicos que podem prejudicar um negócio, André elencou os principais, além de dicas para evitá-los. Confira:

Dificuldade em delegar: essa provavelmente é a principal dificuldade de qualquer líder, seja no começo ou com anos de experiência. Isso acontece porque é comum ter medo de que outras pessoas não conseguirão contornar possíveis erros e imprevistos. O problema é que se realmente não houver esse tipo de hábito, quando o chefe precisar se ausentar, a equipe não saberá como agir sozinha. Além disso, uma equipe sem autonomia passa a se sentir desmotivada e com medo de dar opiniões que ajudarão no crescimento interno e externo. Portanto, saiba delegar as funções – sempre analisando adequadamente a função e habilidades de cada colaborador – e, caso sinta dificuldade, faça o exercício diário começando por situações pequenas, até conseguir exercer as mais importantes.

Egocentrismo: não saber reconhecer o potencial da equipe, agradecer e elogiar os acertos de cada um, pode criar bastante mal estar entre os colaboradores. Outro erro importante que deve ser evitado é ignorar opiniões e se sentir melhor que os outros devido a posição de liderança. Reconhecer boas sugestões e dividir as conquistas da empresa é importante para motivar a equipe. Além disso, reconhecer os próprios erros e pedir desculpas também é importante.

Esquecer do feedback: seja para elogiar ou realizar críticas construtivas, o feedback é uma das atitudes mais importantes para motivar a equipe. Com esse hábito é possível intensificar as qualidades de cada um e ajudá-los a melhorar o que for necessário. Porém, lembre-se: o diálogo deve ser de forma construtiva e educada para que o colaborador se sinta à vontade e motivado.

Fonte: André Bax, formado em Administração, MBA pela Ohio University, Pós-graduado em Gestão Empresarial, Pós-graduado em Gestão de Negócios para Executivos pela FGV e Master Coach. CEO e Master Trainer do Instituto EVEX – Desenvolvimento de Empresários e Líderes.

Artigo anteriorSexualidade feminina após os 40: essa pode ser a melhor fase da sua vida!
Próximo artigoHostGator Insights reúne especialistas para ensinar empreendedores a crescer na internet
Editor e fundador do Jornal Brasil Agora [BH/MG/Brasília-DF] - Ano: 2015 ______________________________________________________________________________________________ Formado em Jornalismo pela (Faculdade - FESBH), Publicidade & Propaganda (Instituto Politécnico de São Paulo), Relações Públicas (Universidade UIB/EUA), Teólogo (Faculdade ESABI/BH-MG), Sociologia (Faculdade Polis das Artes/SP) e Economia (Universidade USIP/SP). Tem Ms. em Comunicação Social: Jornalismo e Ciências da Informação (Univ. UEMC/Espanha) e atualmente cursa Direito (Universidade - UNIESP/FACSAL-BH/MG). Com larga experiência em coberturas da área de Cultura (Jornal & Assessoria de Imprensa): Shows, lançamentos de álbuns, livros e exposições de arte, trabalhou durante anos, também, fazendo coberturas e matérias na área de Economia (ao qual acabou se graduando posteriormente). Atualmente, além de editorar alguns portais de notícia no país, ser redator e administrador, escreve duas colunas semanais. Com a "Crítica Musical" (coluna que está no CulturalizaBH - Portal Uai ao qual é editor e financeiro) e a coluna "Opinião & Comportamento", que durante anos ficou no portal da RedeTV e hoje está no portal "Rondônia Digital". Desta coluna, surgiu o E-book: "Sociedade Conectada: A Influência da Internet no Cotidiano" - Ed. Escrita Certa (2019). "A escrita é a minha maior paixão" (Felipe de Jesus). ______________________________________________________________________________________________ [ Siga o Instagram: @felipe_jesusjornalista ]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui